quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

New Balance, um patrocinador de fachada...


"A New Balance, a marca que veste o FC Porto, abriu uma loja na baixa do Porto, evento que contou com a presença dos jogadores Rúben Neves, Alex Telles, José Sá e João Costa, Francisco Ramos e Rui Pedro. A loja tem um piso dedicado em exclusivo ao FC Porto, o que justifica uma visita."
in Dragões Diário

Que a loja justificaria uma visita, estou de acordo. Mas que a marca tenha decidido iluminar ou pintar a fachada do prédio toda de vermelho, em plena Baixa Portuense, isso justificava uma atitude forte por parte do Clube. Tendo sido apanhados de surpresa - vamos partir do princípio que ninguém sabia que o prédio estava desta cor, pois caso contrário a situação seria ainda mais grave - os membros do staff que acompanharam os jogadores deveriam confirmar directamente com o Presidente se os atletas entrariam na loja ou se se anularia de imediato a visita. Se alguém mandasse. Mas como ninguém manda e o clube está em auto-gestão, não só a visita se concretizou como o próprio clube a promoveu alegremente com várias fotos no seu mural de Facebook...
   

20 comentários:

José Correia disse...

«A New Balance, a marca que veste o FC Porto, abriu uma loja na baixa do Porto, evento que contou com a presença dos jogadores Rúben Neves, Alex Telles, José Sá e João Costa, Francisco Ramos e Rui Pedro. A loja tem um piso dedicado em exclusivo ao FC Porto, o que justifica uma visita.»
in Dragões Diário, 01-12-2016

José Correia disse...

DRAGÕES NA INAUGURAÇÃO DA PRIMEIRA LOJA DA NEW BALANCE NO PORTO
Quatro jogadores da equipa principal e dois do FC Porto B estiveram presentes no evento
in website oficial do FC Porto
http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/inauguracao-loja-new-balance-301116%C2%B4.aspx

Unknown disse...


Imagine-se um portista que tivesse emigrado aí há uns vinte anos atrás e chegasse agora ao Porto e visse isto. Provavelmente, até pensaria que se tinha enganado no destino e aterrado noutro sítio. Apesar de ter lugar anual resolvi não voltar ao dragão e não é por estarmos sem ganhar há três anos, comecei a ver o nosso clube a jogar quando tinha 5 anos e o meu me levava para a superior sul - o famoso tribunal das Antas - como tenho agora 65 quer dizer que atravessei os longos 19 anos de seca ( apenas uma taça de Portugal em 68 ) e não deixei de ver o Porto a ser quando estive ausente do País. O que me incomoda e já não consigo suportar é ver os jogadores e os treinadores a serem os alvos da frustração dos sócios, são assobiados, insultados já desde o tempo Vitor Pereira enquanto a SAD e o seu Presidente passam incólumes como se nada tivessem a ver com isto. A SAD está arrastar o clube para a ruína e os sócios no estádio descarregam a sua fúria nos jogadores e treinador. Não é só uma tremenda injustiça como demonstra que a maioria dos associados se recusa a ver a realidade e todos sabemos quem é o pior cego. Eu, como muitos que estão em minoria, devem sentir uma grande sensação de revolta e ao mesmo tempo de impotência para alterar este estado da Nação Portista, assim, pelo menos neste momento, não me ocorre outra forma de protestar: deixar de comparecer aos jogos mesmo com o lugar pago até ao fim da época. Cordiais saudações portistas. Jorge Monteiro

Antonio Jesus disse...

É a palhaçada total!!!

Antonio Jesus disse...

Que saudades do Mestre Pedroto, que proibia os jogadores de calçar ou vestir vermelho!!!

Isto é que era a Mística, PQP a SAD está a dormir!!!

Gaspar Santos disse...

Oh Nuno Nunes! Onde está o teu espanto? Por acaso ainda te recordas das cores do equipamento principal do FC Porto?
Quando era miúdo (anos sessenta) o FC Porto jogava sempre de azul e branco e excepcionalmente equipava de branco, quando jogava em casa e havia a possibilidade do equipamento se confundir com o do adversário.
Esta época o amarelo é o que está a dar. No jogo em Copenhaga até pensei que estava a ver o Copenhaga - Brondby.
Nunes, por este andar ainda vamos ver o FC Porto a jogar com camisola "encarnada".

P.S. Recuso-me a entrar nesse edifício.

Luis Pereira disse...

Isto das cores é um exagero.
Conheço quem não escreva de azul por causa do FCP. Sou portista e a minha casa é vermelha e branca. O meu vizinho é benfiquista e a casa é azul e branca. Os números das camisolas do FCP são vermelhos. O dragão tem vermelho. Esta questão das cores serve para fazer piadas e mais que isso é exagero. Já a cor do equipamento do guarda-redes pode ter alguma influência no jogo (em teoria).

Bruno disse...

Alguem tem link directo para a noticia no facebook? Não encontro no fb oficial do fcporto... pouca vergonha.

Luís Pires disse...

Concordo com o Luís Pereira.

Também atravessei os 19 anos a seco, o equipamento principal sempre foi azul e branco e essas coisas todas, mas não foi pela cor que me fiz portista. Um republicano (como sou) deveria rejeitar o portismo por usar as cores da última bandeira monárquica? Nada a ver.

Gosto da cor vermelha, como gosto de outras cores, não gosto é do 5LB e do benfiquismo (filosofia de vida órfã do salazarismo).

A alguns isto poderá parecer uma heresia, mas por mim até arranjávamos um equipamento alternativo em que predominasse o vermelho para demonstrar que o que nos incomoda não e a cor, é o sistema.

Ricardo Rodrigues disse...

Concordo em absoluto com o que o Luís Pereira disse...exagero!

TS disse...

Estamos oficialmente na fase do "que se foda".

Completamente entregues à bicharada!

SouUmUrso disse...

E a rtp passar apenas um jogo nossa da champions. ..?

Daniel Cachopas disse...

Embirrar com a cor de uma luz chama-se "Sportinguizar", ou melhor, "Bruno-Carvalhizar"e mais não digo!

Cheue disse...

Com tantos problemas que o clube tem e o pessoal indigna-se com estas merdinhas. A loja é da New Balance, não é do FCP. O vermelho faz parte da marca. O FCP o máximo que podia fazer era fazer uma fita por causa de uma cor...o que era ridículo.
que não assunto ridículo.

Saci Pererê disse...

Ridiculo, reclamar por reclamar. Desde quando o vermelho é propriedade do Beneficia? Tenham juízo.

Gaspar Santos disse...

Estou mesmo um "cota", carago!

miguel.ca disse...

As pessoas deviam ter consciência de que o mundo de hoje não é o mesmo dos anos 80. Para o bem ou para o mal tudo muda, tudo evolui e particularmente nesse tipo de birrsd tribais a tendência é para a globalização.
Hoje em dia já não faz sentido evocar o atravessar da ponte, o ver Lisboa a arder ou proibir pessoas de vestir roupa vermelha porque hoje em dia o mundo é muito mais complexo e há coisas mais importantes com que nos preocupar do que velhos tribalismos bacocos.
Quem me dera ter um equipamento alternativo vermelho ou verde e ir a Madrid dar uma tareia ao Real.

Buck Naked disse...

Isto da cor é de um provincianismo bacoco. Eu quero é que joguem bem à bola...vestidos de azul às riscas ou às bolinhas..isto nao é o portugal fashion!

iur disse...

Vermelhos só os tintos.

Gaspar Santos disse...

Pelos vistos se um dia hastearem uma bandeira vermelha no Dragão, como sendo a bandeira do FC Porto, será um marco histórico, já que "isto da cor é de um provincianismo bacoco".