quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Uma entrevista de vergonha alheia

Pinto da Costa voltou a dar uma entrevista de uma hora. Provavelmente pudesse ter dado uma de dez minutos porque pouco mais tempo houve em que disse algo que realmente interessava ao presente e ao futuro do clube e porque a sua idade se torna cada vez mais evidente em cada ocasião que tem de falar de forma estendida, deixando uma recorrente sensação de vergonha alheia pelo homem que foi e que é. O curioso é que, apesar de todos sabermos uma vez mais que o que o Presidente do FC Porto diz em público muito raramente vai á missa, a cassete, ao bom estilo soviético, continua em modo play e entre as muitas pérolas que se pode ler e ouvir no Jornal de Noticias - a entrevista completa está aqui - encontram-se justificações tão assombrosas como estas:

- A culpa é dos árbitros sempre!
- A culpa também é dos blogs onde só há gente sem cara (o Reflexão Portista assina todos os textos com nomes e apelidos) sempre!
- A culpa é do Mendes porque nos espetou o Adrian Lopez numa jogada com o Lopetegui para nos tramar
- Só há um grupo de verdadeiros portistas, os das claques. Os outros não o são depreende-se!
- Chegou a hora de acabar com a pouca vergonha de encher os juniores e equipa B de jogadores africanos e apostar nos portugueses, como se quem manda oficialmente no clube tivesse estado seis anos em coma e não tivesse sido consciente de nada do que assinava!
- O meu filho é um homem de bem que não tem influência no clube e que só graças a ele é que hoje podemos desfrutar do Rui Pedro e só graças a ele nos livramos do Rolando!
- "Caro não é o jogador que joga, é aquele que custa muito e não joga"...podia estar a falar sobre o Depoitre não podia?

Também foi possível ouvir o Presidente do FC Porto - outrora um dos melhores e mais lúcidos e sagazes oradores em público portugueses - afirmar sem nenhum tipo de problema de consciência que Jorge Mendes escolhe treinadores para o FC Porto - foi essa a sua justificação á chegada de Lopetegui, o mesmo homem a quem proclamou amor eterno na imprensa espanhola há cerca de dois anos - e que Brahimi precisou de cinco meses de trabalho para se integrar no colectivo, um verdadeiro achado. Ficamos igualmente a saber que Pinto da Costa pensa pagar 20 milhões de euros por Diogo Jota e não pensa em vender André Silva nos próximos tempos porque, segundo ele, a dupla tem tudo para ser importante na história do clube nos "próximos anos". Talvez ter contratado Jota ANTES do Atlético de Madrid tivesse ajudado a fazer disso realidade. Pinto da Costa confessou ainda a escassez de "feeling" com treinadores como Paulo Fonseca, José Peseiro e Lopetegui porque agora já se sente bem vindo com Nuno Espirito de Santo a ser mais interventivo a favor do clube (a pergunta era porque tinha estado tanto tempo calado em relação a assuntos desportivos), depreendendo qualquer portista então que se o Presidente escolhe o treinador (parece que já não é bem assim) e depois o treinador não lhe dá "feeling", o Presidente deixa de querer intervir nos assuntos da equipa. Curioso, no mínimo.



Além de ter explicado com detalhe o negócio com a MEO - uma das poucas explicações coerentes e acertadas em toda a entrevista e que parece confirmar a "ruptura" de relações com Joaquim Oliveira...ou com os dois? - deixando cair que Antero era o mais interessado em manter-se associado á NOS e que isso pode ter custado dinheiro no passado ao clube, o discurso foi repetitivo, aborrecido e repleto de incoerências. Fazer crer que o Presidente desconhecia o jogo de comissões com agentes ligados a futebolistas africanos que chegavam para a formação e equipa B a ponto de o indignar tanto no presente é de um populismo extremo e patético. O êxito das apostas em André Silva, Rui Pedro e Ruben Neves permitiram a Pinto da Costa sacar a veia do populismo local e da necessidade de construir um centro de estágio para formar jogadores "de aqui". O mesmo Pinto da Costa que há uns anos dizia de peito feito que o Porto não se podia limitar geograficamente e que os jogadores "á Porto" estavam em todo o lado sempre e quando sentissem a camisola (algo que a história do clube já demonstrou várias vezes, por certo). A cadeia de justificações e elogios ao filho entram já no ramo da patologia psicologica e a eterna adoração pelo universo das claques em detrimento dos sócios que se escondem na internet - uma arena de discussão tão válida como qualquer outra especialmente se os sócios e adeptos, como no RP e em tantos outros espaços, têm nome, apelido e número de sócio - deixam clara a nota dominante dos próximos anos. A radicalização do apoio na guarda pretoriana presidencial, o desprezo pelos adeptos que não se manifestem favoravelmente pelo(s) projecto(s) que se vão acumulando de fracassos e a limpeza da imagem pública de Alexandre para um eventual futuro duelo com os restantes putativos presidenciais, sejam eles António Oliveira, Antero Henriques ou Fernando Gomes (o da FPF).

O certo é que mais uma vez foi Pinto da Costa abrir a boca e deixar claro que o seu tempo esgotou há muito tempo e que só o fio da vida ou a paciência dos adeptos com uma brilhante herança histórica ditarão o seu fim num cargo onde pretende prolongar-se sine die, onde já não parece ver com maus olhos uma sucessão familiar (ainda há pouco tempo dizia que era algo que não queria para os seus filhos) e onde a birra com Lopetegui e Jorge Mendes continuam a servir de justificação para muitos erros que em nada têm que ver como, eventualmente, poderá suceder num futuro não muito distante com Depoitre, Antero e Nuno Espirito Santos. Por certo, Nuno pode ser muito amigo de Pinto da Costa, ninguém o coloca em dúvida, mas qualquer que esteja dentro do mundo do futebol sabe que o melhor amigo de Nuno é e sempre foi Jorge Mendes (o sentimento é mútuo). Tentar vender uma guerra com Mendes sem nenhum sentido por culpa de Adrian (o contrato de Adrian, por certo, feito público pelo Football Leaks fala numa assinatura prévia á chegada de Lopetegui) e dizer que o agente do treinador nem sabia que este ia assinar pelo Porto (o mesmo agente que em conferências de imprensa liga directamente ao telemóvel do técnico para dar-lhe os parabéns) e que portanto a sua influência em NES, ao contrário da influência sobre Lopetegui, é nula, vai entrar para o livro de anedoctas á Pinto da Costa. Talvez um dia faça como Francesco Totti e publique um livro. Seguramente teria êxito.

Já agora, Pinto da Costa tem razão. Se a Juventus fizer como a Roma, o Braga e o Feirense e Bonucci e Chielinni se fizerem expulsar com hara-kiris, pode ser que tenham tido mesmo azar em tocar no sorteio com uma equipa cujas melhores exibições do ano foram contra 10, 9 ou suplentes. É que aí não perdoamos!

25 comentários:

DC disse...

Infelizmente o Porto só se poderá reerguer depois de PdC e não graças a PdC.
Resta torcer para que abandone o mais rápido possível.

Dragon 79 disse...

Não podia estar mais em desacordo contigo! Estou do outro lado da barricada...respeito a tua opinião e ainda bem que podes dizer o que pensas. Nem sequer me vou dar ao trabalho de contra argumentar (a minha opinião é totalmente contrária à tua, o teu texto é um NOT)!
A minha única pergunta é a seguinte:onde andam vocês (tu e os que pensam como tu) quando são feitas AG e processos eleitorais? Eu, se pensasse como tu, não era feliz! Porque me sentiria um cobarde! Pois na altura certa de expressar o desacordo não ter coragem ou não o querer fazer é de uma inefável cobardia e, qual ironia, é isso mesmos que PC diz dos Blogs ou dos seus opositores...falam, falam, mas ninguém os vê a fazer NADA! Hoje lá estarei mais uma vez na minha cadeira de sonho...e vocês?

José Correia disse...

O Miguel Lourenço Pereira não precisa que o defendam, mas ele, pelo menos, assina o que escreve com o seu nome (verdadeiro), ao contrário dos "Dragon 79" deste mundo que andam pelas redes sociais.

Tiago Valente disse...

Parece que PdC se anda a esconder atrás das claques, para evitar que se levantem grande ondas sobre a direção sobre possíveis maus resultados no futuro.
Vivi grandes momentos de felicidade a ver triunfar o meu clube, mas parece-me claramente que a sucessão de PdC é uma necessidade urgente. Infelizmente, não aparece ninguém credível para concorrer contra ele. Talvez por medo de herdar um navio em naufrágio.
Resta aguentar caros Portistas!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Caro Dragon79,

Efectivamente eu não me sinto feliz. Não posso sentir-me feliz quando o clube que apoio e que vivo intensamente se encontra na situação que se encontra. O Clube sabe qual é a minha condição de associado desde 1994, quando com apenas 10 anos passei a ver todos os jogos do clube em casa e muitos fora durante largos anos até que deixei de residir em Portugal (info que o Clube possui naturalmente) e idem para as participações em AG´s (estive em algumas onde havia, literalmente, meia dúzia de sócios) e onde não participo naturalmente porque o FCP não me paga a deslocação para participar nas AG´s. O Clube também sabe - porque o meu nome, ocupação profissional, trabalho publicado é público - quem sou, a que me dedico e qual é a minha posição sobre inúmeros temas.

Portanto, um adepto/sócio que utiliza um username apelidar um adepto/sócio que utiliza nome, apelido e cujo Clube conhece perfeitamente quem é e qual a minha situação, parece-me perfeitamente incoerente e também reflexo destes tempos em que uma mentira facilmente se transforma em verdade. A imensa maioria da bluegosfera tem nome, apelido e número de sócio e não é porque PdC diz o contrário numa entrevista que isso se transforma em realidade.

Adolfo Brandão disse...

Muito assertivo...

Francisco Paulos disse...

Infelizmente o atual Jorge Nuno era corrido pelo antigo Pinto da Costa. O que se passa no clube nos últimos anos não é digno de um dirigente que nos levou ao sucesso. A sua entrevista espremida não dá nada.Os sócios que atualmente não passam,para ele, de clientes deviam tomar posição antes que realmente atinjamos o tal fundo do buraco que ele disse onde estávamos.

Paulo Matos disse...

Concordo totalmente com o texto e, tendo ainda ontem viajado (com uma metereologia maus que adversa) de Viseu para o Dragão com a minha filha, ambos gripados, isto apenas e só para apoiar o Clube do meu coração há 46 anos..., simplesmente não admito qye ninguém, presidente ou não coloque em causa o meu amor a esta Instituição porque discordo!!!! Não estamos na Coreia do Norte!!! Quando conheci o Grande Pedroto, mos balneários das Antas, nos idos de 82, nunca pensei assistir a espectáculos como aquele que aquele que podia ficar na história do futebol mundial como o maior presidente de todos is tempos, deixar-se arrastar por um amor superior ao dinheiro e ao poder!
O FCP foi, é e terá que ser, sempre, superior a qualquer adepto, jogador ou dirigente! Viva o FCP! SEMPRE!

Hugo disse...

O último parágrafo mostra bem como e o suposto portismo do Miguel. Ficar aziado com as vitórias sobre a Roma e o Braga?

Miguel Lourenço Pereira disse...

Hugo,

Eu não azio nem com vitórias nem com derrotas do FC Porto. Fico alegre/eufórico ou lixado/fodido, que é bem diferente. Mas o que me irrita mais ainda é que todas as vitórias significativas da época tenham vindo de jogos contra equipas com inferioridade. Quando as mesmas chegarem em igualdade de circunstâncias, aí falamos.

Pedro disse...

@José Correia,

Esse presunção que colocar um nome é mais corajoso que um nick... é ingénua no mínimo. Existem milhares de perfis com nomes e fotos falsas. Creio que nenhum utilizador sequer pensa na veracidade ou não. Não amue simplesmente porque questionam intenções e honestidade intelectual nos posts. Para isso os espaços de discussão não podem existir.


@Miguel Pereira,

Conforme é normal, discordo de 80% do que diz e concordo com 20%. Mas a única coisa que me chateia é de vez em quando usar argumentos falsos, no meio de argumentos válidos, para provar uma teoria. É uma táctica da propaganda/comunicação muito comum. Mas não a aprecio. Toda a sua teoria do caos, da falta de qualidade, da relativização de exibições etc é manifestamente exagerada, e apenas usada para provar o seu ponto de vista.

A Roma ficou a jogar com menos jogadores, também por mérito nosso não? O Benfica foi abafado no Dragão também por mérito nosso não? A existência factual de 5/6 jogadores da formação com grande qualidade e no raio da equipa principal também são mérito nosso não? Não é tudo sorte, é tudo acaso, está tudo mal sem estar nada bem.

Recordo-me de alguém por aqui ter feito um post onde dizia que o Alex Sandro é um exemplo de uma venda flop, questionando a sua qualidade. Mesmo quando em Itália já era visto como uma das contratações do ano. Este ano, já titular indiscutível vem provar o meu ponto inicial. Há gente que mente e inventa conscientemente, simplesmente para provar o seu ponto de vista.

Um caso de vergonha alheia. Tal como o facto de neste blog não existir sequer discussão interna. Os autores, pensando de forma diferente, têm todos a mesma "ideologia" e a mesma aversão a criticas à sua forma de pensar. Como é cómodo estar nessa posição. Mais incomodo é depois arranjar argumentos caso o Porto elimine a Juventus... culpar a relva talvez?

Dragon 79 disse...

Caro José Correia,

Não sabia que para comentar no vosso espaço era necessário colocar o meu nome. Está com o meu NickName (que nem sequer é muito criativo e já deixa uma dica sobre a minha idade) porque está assim por defeito e o meu PC (pf não confundir com Pinto Da Costa), telefone e Tab assumem por defeito a minha conta Google.

Mas se tal é um requisito, não sei porque não obrigam a faze-lo ou porque o publicam mesmo sem estar assinado!

Mesmo sem conseguirem aferir a veracidade da minha identidade aqui vai: José Pedro Fernandes, 37 anos, sócio Futebol Clube do Porto 18503 (estou de parabéns porque fiz 25 anos em setembro deste ano), Dragon Seat P4 S4 F43 L6. Se precisarem de mais informação disponham! Não sou sócio de nenhuma claque do Futebol Clube do Porto apesar de partilhar com eles muitas horas e bancadas nas deslocações do Porto. Para ser mesmo rigoroso devo dizer que fui há mais de 10 anos sócio do Colectivo 95 por requisito da viagem a Madrid no ano de Mourinho – quando curiosamente também estávamos 3 anos sem ganhar nada!

O José Correia ao afirmar que “ao contrário dos "Dragon 79" deste mundo que andam pelas redes sociais” não me estará a dar importância que eu não tenho? E não estará a fazer uma generalização semelhante àquelas que Pinto da Costa faz e que o Miguel repudia? Se não me conhece a identidade como pode aferir o que ando a fazer nas redes sociais? O que é que o meu comentário encerra de tão ofensivo ou lesivo? De facto acho que o Miguel deve e tem toda a legitimidade de pensar e dizer o que pensa dai o meu cuidado em deixar isso explicito no meu comentário. De igual forma, também eu tenho o direito de dizer que não concordo com ele! Isso não faz de mim ou do Miguel o de si melhores ou piores pessoas / portistas, mas antes pessoas com pensamentos e ideias divergentes.

Dragon 79 disse...


Só para deixar claro, as razões da minha total divergência de pensamento com o Miguel (porque a comunhão do nosso amor pelo FCP creio ser inquestionável), baseiam-se em 3 pilares fundamentais (não, não é agora que vou fazer o copy paste do desenho do NES):

1. Espaço / tempo: A critica (especialmente esta que é de tal forma divergente e estrutural) deve e pode ser feita em qualquer altura e ou fórum, mas temos que ter noção de que ela assume a sua verdadeira dimensão nos momento solenes. Independentemente de todos os impedimentos que surjam é nessas alturas em que ela é bem vinda e em que ela serve verdadeiramente os seus propósitos. Se vamos a finais no outro “lado do mundo” com dispêndio de tempo e dinheiro (e sacrifícios que só nós é que sabemos), porque não assumimos a mesma postura nas alturas difíceis! Se o desacordo é tão grande e insanável, não é momento de estar presente nos processos formais? Ou só estamos disponíveis para as festas e nos momentos difíceis ficamos em casa a “resmungar”? Eu vou às assembleias gerais do Clube e não vejo ninguém com coragem de fazer esse frente a frente com o Presidente! NINGUÉM! Na ultima houve uma voz discordante mas que confrontou principalmente Fernando Gomes. E de resto? Só vemos pessoas com critica fácil (nem estou sequer a falar do MLP) em órgãos de CS totalmente hostis aos nosso Clube! Esses são uns cobardes e, pelos menos de mim, nunca conseguirão apoio.
2. Forma: Não entendo que seja feita uma análise em que só se foquem pontos negativos! Aqui creio que é uma questão de postura perante a vida (posso estar totalmente errado mas é a minha conclusão). Eu não consigo viver assim. Talvez seja um gajo mais otimista. Mas não encontrar um ponto positivo e digno de realce é de facto estranho e só diminui o valor da exposição. Não há nada que possa ser destacado? Nada? A sério?! Querem ser levados a sério quando põe as coisas nestes termos? O oposto, que está tudo bem e que tudo é um mar de rosas, é, obviamente, igualmente errado.
3. Gratidão: Vergonha alheia?! Enfim… Mas que portista é que não credita a Pinto da Costa o Clube somos atualmente?
Se no dia de hoje um génio (daqueles mágicos que saem das lâmpadas) nos propusesse o seguinte: 35 anos de vitórias inigualáveis e de feitos tão heroicos, de fazer arrepiar pelos que não sabíamos que tínhamos, mas, em contrapartida, teríamos que passar por uma seca de vários anos. Quem desdenharia esta oferta? (Para aqueles que no final dos 35 anos se revoltam contra o génio, para esses, eu, de forma muito lisonjeira, digo somente que são uns ingratos!) Eu assumiria novamente este compromisso com o Génio (e tentava ter o bom senso e honra de não lhe atirar pedras quando as vitórias escasseassem).

Buck Naked disse...

Miguel,

Absolutamente de acordo com o que diz. A historia diz nos muito do resultado de totalitaristas que se eternizaram no poder e que nao sabendo sair a tempo foram escorraçados. O que mais me preocupou das entrevistas recentes de PC foram 2 coisas: a desculpabilizacao batida com terceiros ( como se nao fosse ele em ultima instancia o decisor) e por fim a facilidade como inicialmente de uma forma timida mas agora descarada quer deixar escancarada a presidencia aquele inutil do filho, um tipo que nunca fez nada na vida a nao ser receber comissoes de negocios empurrados senao pelo pai, pela corja que circula a sad. E que dizer do banco que tem sido o FCP para pessoas como Reinaldo Teles, Joaquim Pinheiro...que se nao fossem as comissoes , as percentagens de passes de jovens promessas ou os predios e rendas vendidos a jogadores do clube jamais seriam capazes de pagar os calotes de casinos e casas noturnas? Como é possivel que nos dias de hoje com as Sads cada vez mais profissionalizadas este tipo de figura gravite ainda por la? E como é possivel que até hoje nao tenha havido um unico jornalista que tenha feito um trabalho de investigacao sobre os negocios da claque, quem sao os seus socios, quanto faturam e de onde decorrem tantos beneficios entre as suas contas e as vidas faustosas de alguns dos seus elementos? E que relacoes existem entre esta e a administracao da Sad? Interessante tambem que dentro do jornalismo entram directores cuja linha editorial favoravel auyomaticamente os ptomove a administradores de grupos de media. Enfim...talvez um dia tenhamos a oportunidade de ver isso. Ate la batamos palmas e sigamos o circo...porque enquanto houver vitorias seguirá havendo palhaços. PS: Miguel , nos seguimos atentos. Ha uma imensa minoria que nao se ilude e está a preparar se para a batalha. Que nao haja duvidas. O FCP é de todos os que o amam . Nao de quem so se enche de dinheiro às suas custas.

Buck Naked disse...

Alias ainda referente à questao da sucessao, é muito triste a critica que PC faz recorrentemente a uma figura como VB que sempre serviu o clube porque disse o que disse ( e com toda a razao)na cmtv...mas que esperava PC? Que ele fosse falar aos seus lacaios do Jogo ( que ja nem os portistas têm pachorra para ler)? VB está a posicionar se e parece me que para alem de ser uma pessoa que conhece o mundo do futebol e ama o clube jamais usaria o mesmo para ganhar a sua vida. Mas o problema sao os anticorpos que tem ( recorde se inclusive que ha uns anos chegou a entrar em confronto com membro da claque). Portanto é natural que nao tenha neste momento da sua vida grande interesse em ir para este charco de lama. Será uma pena porque o clube precisa de gente seria , descomprometida e sem medo e sem cartas na manga. E que na tenha medo de limpar toda a merda que la temos que vive da bajulacao do eterno lider e da comissaozinha

Buck Naked disse...

Penso que ha duas pessoas que juntas poderiam fazer muito bem ao clube numa futura eleicao: Antonio Oliveira como presidente e Vitor Baia como CEO/ Dir Geral da Sad. A experiencia e sapiencia de AO seriam garantia de uma couraça protectora de VB para que este com todo o conhecimentp de gestao desportiva e do futebol europeu pudesse elevar o clube para outro patamar e dar uma saida airosa para PC. So vejo esta alternativa. Tudo resto vai passar por aventureirismo e uma guerra civil da qual muito temo o nosso clube sera a maior vitima.

Costa disse...

O ultimo parágrafo, nota-se que é do MLP.

O resto to texto... Gostei, mas não foi escrito pela mesma pessoa, pelo que deveria estar num post à parte.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

"A Roma ficou a jogar com menos jogadores, também por mérito nosso não?"

Não sabia que os erros individuais dos jogadores da Roma, completamente fora de qualquer sentido profissional e que condicionaram a sua equipa - idem para os restantes exemplos citados - fossem mérito do FCP. Já fico mais descansado para o jogo da Juventus, a relva não será problema porque encontraremos méritos suficientes para forçar novas expulsões.

Buck Naked disse...

A todos os amigos Portistas,

Acordemos e vejamos além dos resultados ( bons ou maus). Há muita gente a mamar à nossa custa e do nosso FCP. Temos de estar atentos e questionar, questionar tudo! O clube está ha anos a pagar para sustentar condominios de luxo, amantes, calotes em casinos , dicattis , carreiras musicais e amantes e isto tem que acabar . E nao falo só de PC ..

Miguel Lourenço Pereira disse...

Dragon79,

1) O Reflexão Portista, como espaço, tem sido sempre representado nas Assembleia Gerais do clube e embora cada um dos membros tenha a sua própria ideologia e forma de pensar, concordamos em aspectos fundamentais e isso tem sido levantado com regularidade nas últimas Assembleias Gerais. Tenho total apreço, admiração e confiança nos meus amigos e colegas de tribuna que têm a possibilidade de estar presente nesses momentos e se eventualmente entender que existe uma urgência absoluta que exija a minha simbólica presença, aí estarei.

2) Num momento de crise parece-me muito mais importante identificar o que está mal e tentar apresentar soluções e procurar limar arestas do que destacar o que de bom existe. Não tiro, não tirei nem tirarei nenhum mérito - e são muitos - da gestão presidencial de PdC dos últimos 34 anos da mesma forma que nos últimos dois mandatos a balança é, a todos os titulos - desportivo, social, economico - um desastre sem precedentes nas quatro décadas anteriores de vida do clube. Mas, para desmentir a afirmação, recordo que no texto acima citado está um justo elogio ao esclarecimento dado sobre o caso da NOS/MEO e á postura tomada. Porque no que á entrevista diz respeito - e eu vi-a completa - não há nada mais positivo que se aproveite. Ou há?

3) "Se no dia de hoje um génio (daqueles mágicos que saem das lâmpadas) nos propusesse o seguinte: 35 anos de vitórias inigualáveis e de feitos tão heroicos, de fazer arrepiar pelos que não sabíamos que tínhamos, mas, em contrapartida, teríamos que passar por uma seca de vários anos. Quem desdenharia esta oferta? (Para aqueles que no final dos 35 anos se revoltam contra o génio, para esses, eu, de forma muito lisonjeira, digo somente que são uns ingratos!) Eu assumiria novamente este compromisso com o Génio (e tentava ter o bom senso e honra de não lhe atirar pedras quando as vitórias escasseassem)"

Esta é a base do problema actual do clube.
Se um primeiro-ministro levasse o país a 30 anos de bonança económica e social e depois a 10 anos de penuria, não sobreviveria ao primeiro processo eleitoral porque o normal é querer ter sempre as melhores condições. Eu não assino nem assinaria jamais um pacto com um "Génio" que me impusesse algo negativo como sendo absoluto. Não funciona assim. O querer o FC Porto também devia incluir saber retirar-se quando se sente que já não se é capaz de dar o melhor para que a instituição, que é maior e mais antiga que qualquer "Génio", siga o seu caminho. Nenhum sócio do FC Porto assinou em 1982 um acordo do estilo para que se sinta agora preso da mesma forma que nenhum sócio entenderia que Fernando Gomes fosse o ponta-de-lança nos anos 90 apenas e só pelas glórias que deu nas décadas anteriores. Tudo na vida tem um ciclo e um lugar na história. O de PdC é intocável pelo que fez mas se é incapaz, como tem sido demonstrado pelo próprio, de fazer bem ao clube, o lógico é apostar em que possa seguir essa postura por muito que jamais esteja á altura dos seus logros.

scape disse...

tudo isto está a ser bem preparado,haverá um dia em que os soçios vao ter que escolher entre o clube ser vendido a um multimilionario ou.............................escolher o filho do pinto da costa para presidente,veremos se sera assim ou nao.helder oliveira

Ricardo Rocha disse...

No dia em que houver um primeiro ministro que faça de um país mediano uma potência económica e o mantenha durante 30 anos... Lá veremos. Eu não me lembro de nenhum até agora :)

10 anos de penúria? Em 2011 estava eu a festejar em Dublin algo raro na nossa história.

Josef K. disse...

Scape, venha de lá esse milionário. M. City, Chelsea, PSG, entre outros, não se deram mal. O que é preciso é boa gestão, seja um portuense ou um árabe que esteja no camarote presidencial.

Quanto ao post, totalmente de acordo.

Cumprimentos,
Jorge Cardoso (sócio 55975)

P.S. É sempre engraçado o argumento "falam, falam, mas não os vejo a fazer nada... candidatem-se!" Só se pode criticar o governo se se fizer um partido e se concorrer às eleições... Sintomático da (falta de) cultura democrática e de debate de ideias de quem se sai com esta.

Dragon 79 disse...

@Josef k,
Cultura democrática? Quem? Não me digas que o Vítor Baia, que numa entrevista a um pasquim totalmente hostil ao FCP, se assumiu como um homem com as competências e a ambição de liderar o clube não tinha o dever "democrático" de ir às assembleias gerais expor os seus argumentos! Aliás, eu gostava de conhecer com mais detalhe qual o seu projeto para o clube! Ou achas que o fórum onde ele expressa as suas doutas opiniões sem qualquer tipo de contraditório (o que não é lá muito democrático!) é o mais válido e que lhe confere maior credibilidade? O ponto é mesmo esse...Para mim qualquer candidato ou forma de oposição terá de expor frontalmente e no local próprio as suas ideias e opiniões! Sem isso, nada faz sentido, são só criticas sem rosto e ou consequência. Os democratas que não fazem a ponta dum corno ou vão para a praia no dia das eleições (não é preciso serem candidatos, ou fazerem parte duma lista!) não têm, a meu ver, a legitimidade de criticar pois são uns inoperantes. Lá está, falam, falam, falam, mas ninguém os vê a fazer nada (e depois aparecem todos morenos, esses malandros)!!! E se para mim a candidatura do Vítor Baia poderia ser bem vinda, pois daria já uma outra visão do futuro do FCP, as suas ausências nos momentos formais (confesso que não sei se ele foi votar, mas às assembleias não foi de certeza) são para mim elucidativas…é um cobarde e não merece o meu respeito! De mim, não terá voto (a não ser que a eleição seja sobre quem foi o melhor Guarda Redes da nossa história)! É que eu acho que mais importante que os projetos e as ideias são os traços de personalidade! Com esta ausência do local formal e de criticas públicas veiculadas em pasquins lisbonenses, está demonstrado quem é Vítor Baia – Um cobarde incapaz de fazer frente à atual direção! Eu presumo que ande à procura de tacho e que se vendeu para conseguir pagar os calotes em que se envolveu (o que até acho legítimo)! Não estou a confundir a sua história enquanto o Grande GR que foi mas quem quer um presidente com esta postura “democrática”! Eu não, obrigado!

Buck Naked disse...

Dragon 79,

Incrivel o que dizes...mas tu cres que oa lacaios do Jogo sob a dependencia directa do regime permitem isso? Ou que os SD alimentam uma candidatura de um Sennhor que uma vez enfrentou e se envolveu inclusive em confrontoa depois de insuktado em campo? Nao sejamis ingenuos. VITOE baia tem toda a legitimidade enquanto portista para quwstionar no aitio e na hora que pretender. Como tambem está o direito de nao se querer envolver na lama que é o futebol actual. Se clhar nao avançou antes porque precisamente no precisa disso e porque a sua educaçao e formçao nao permite. Ou entao porque acha que ainda nao é o momento. Agora convem assinalar que foi dos poucos a apontar o dedo, com evidencias e sempre com respeito pelo clube, porque em momento algum mentiu. Agor seo disse o Cm ou outro isso é indiferente. Concentremo nos no essencial