domingo, 26 de fevereiro de 2017

A “verdade” televisiva

Na edição de O JOGO de ontem (Sábado), o diretor do jornal, José Manuel Ribeiro, assinou uma crónica, intitulada ‘Verdade televisiva’, onde escreveu o seguinte:

«O complicado é quando o Benfica se reclama uma pessoa de bem (…). Porque uma pessoa de bem faria questão de repetir, no canal televisivo que é seu e que transmite em exclusivo os seus jogos em casa, todas as jogadas duvidosas e não apenas as que parecem favorece-lo, como tem acontecido ultimamente com uma desfaçatez notável.»

Esta questão – a “verdade” televisiva – não é nova, mas está na ordem do dia, quer devido à transmissão televisiva (feita pela SportTV) do FC Porto x Tondela quer, principalmente, após a desfaçatez da Benfica TV na “criteriosa” transmissão do SLB x GD Chaves.






Aos mais distraídos, isto pode parecer um assunto de somenos. Contudo, se pensarmos no surreal comunicado da Direção do Tondela e na surreal conferência de imprensa do treinador do Tondela (o benfiquista Pepa), cujas declarações foram suportadas nas imagens que a SportTV (não) mostrou do jogo FC Porto x Tondela, percebemos até onde pode ir a “verdade” televisiva.

E a coisa torna-se ainda pior, quando a “verdade” televisiva é utilizada para pressionar e condicionar as nomeações e as arbitragens dos jogos seguintes, algo que foi evidente com a nomeação do algarvio Nuno Almeida (conhecido no meio da arbitragem por “Ferrari vermelho”) para o SLB x GD Chaves.

«Lutamos [FC Porto] contra muita coisa e o valor dos adversários não é a mais difícil de vencer. Ontem, na Luz, o Ferrari vermelho fez "pendant" com o Benfica, o que nem aos mais distraídos surpreende - estava lá mesmo para isso, para fazer "pendant"»
Francisco J. Marques (Diretor de Comunicação do FC Porto), ‘Dragões Diário’ de 25-02-2017


Portistas, é fundamental lutarmos contra este tentáculo do “polvo encarnado”.
Mas este combate não pode ser, apenas, travado com as queixas dos adeptos nas redes sociais e as denúncias do novo diretor/departamento de comunicação do FC Porto.
Esta é uma batalha crucial, que tem de ser assumida pelo FC Porto ao mais alto nível – presidência e administração do clube/SAD –, mesmo que isso custe amizades antigas.
Lamento, mas os interesses do FC Porto têm de estar acima disso.

10 comentários:

Joaquim Lima disse...

Por acaso estava a ver o jogo e reparei logo nisso no primeiro golo. Repetição do golo de todos os ângulos possíveis e só no primeiro momento se pode perceber (e mal) se há falta ou não do grego sobre o jogador flaviense. Em todas as outras repetições era impossível analisar a falta! A liga não pode tomar medidas em relação a este abuso? É que está à vista de toda a gente, o clube/SAD pode e deve reclamar, mas nem deveria ser necessário se as instâncias superiores tomassem as devidas medidas!

JOSE LIMA disse...

Muito bom comentário do amigo José Correia. Que nunca lhe doam as mãos.
Abraço

Roberto Tavares disse...

Tem mais razões de queixa o Chaves, do jogo de sexta, do que o Tondela do jogo da semana passada.

Mas o alarido das arbitragens dos respectivos jogos teve um eco totalmente diferente.

Eles estão cheios de medo... E espero que continuem a tremer, porque a continuar assim, vão acabar por cair. E a nós, só nos resta lutar.

Veremos como será logo no bessa, mas jogar o dobro não chegará.

José Correia disse...

Joaquim Lima disse:
"Em todas as outras repetições era impossível analisar a falta!"

Claro. Foi exatamente esse o objetivo. E até portistas caíram na esparrela montada pela Benfica TV.

José Correia disse...

JOSE LIMA disse:
"Que nunca lhe doam as mãos"

Caro amigo, temos de estar TODOS atentos e denunciar. Denunciar estas e outras manobras dos muitos "tentáculos" do "polvo encarnado".
Abraço

Pedro ramos disse...

Os dirigentes e avençados do benfica têm feito mais pela união dos portistas no apoio à sua equipa que a nossa própria direcção.

Soren disse...

Saudades de ler os seus textos José Correia. Em vez de lutarmos todos contra este centralismo vermelho barulhento, corrupto e mentiroso, há demasiado Portista a perder tempo a lançar farpas ao Nuno.
Ninguém serve.

Francisco Paulos disse...

Só neste país desportivo de faz de conta, é possível um canal de TV de um clube transmitir os seus próprios jogos de uma competição Nacional. As instituições deste país assobiam para o lado desde que seja a favor do clube do regime. Há dois pesos e duas medidas na análise de casos iguais sempre a favor dos mesmos. Não há verdade desportiva! Temos de fazer barulho e não nos calar e divulgar estes escândalos como foi o jogo de ontem. É inadmissível o comportamento do Chaves, é roubado á descarada e cala-se. Se fosse no Dragão imagino a histeria que hoje não seria nos pasquins e TVs vermelhas. Veja-se e compare-se o que aconteceu com o Tondela que espero vão para a segunda liga e por lá fiquem muitos anos.Já que cá quem devia tomar atitudes não o faz denunciemos à UEFA está pouca vergonha. Por certo eles não querem nas suas provas clubes batoteiros.É uma vergonha o que se passa e urge dizer basta!!!!

Alex Zíngaro disse...

Aos anos que clamo, chamo a atenção para a manipulação de imagens. Não é só a questão de omitir, esconder imagens. Basta um milésimo de segundo de pausa, de diferença nos frames para a linha virtual imaginária deturpar um lance. A Sportv desde que o FCP assinou pela MEO que nunca mais foi imparcial. E na Boifica TV então a manipulação é sem vergonha.

Vejam que a Sportv se apressou a mostrar imagens inéditas de um alegado puxão do Maxi em Guimarães.. que antes não mostrara. E depois no jogo com o Tondela não mostrou outros ângulos de outras cameras onde se via que houve mesmo penalti sobre Soares e que a expulsão do defesa Osório por acumulação de amarelos foi justa.

Por isso sempre disse que os video-árbitros de nada servirão pois as imagens são manipuladas na Reggie.

Jorge Silva disse...

"...É inadmissível o comportamento do Chaves, é roubado á descarada e cala-se."

Francisco Paulos, o GD Chaves, através dos seus técnicos, atletas e dirigentes têm a obrigação de gerirem o seu clube com a máxima diligência e responsabilidade e não, nunca, ao sabor das conveniências de outros clubes, em especial, aqueles denominados "grandes" e que têm toda a comunicação social com eles por comparação com as 2 linhas nos jornais que têm o, por exemplo, GD Chaves.

É preciso notar que o GD Chaves tem já o seu objectivo de manutenção assegurado pelo que não há interesse nenhum para o clube andar a hostilizar a arbitragem.

Daí a sua posição no final do jogo 5lb-GDC.

Diferente foi a postura dos adeptos do GDC mas esses só têm voz nos cafés da cidade e nas redes sociais....

Diferente também, porque já vi por aí comparações, é a posição de PEPA.
Este, para além de ser benfiquista e aproveitar para lhes fazer o frete, está na posição ingrata de tentar salvar o Tondela da despromoção, é semelhança do que milagrosamente conseguiu Petit na época anterior, e vendo que não está a conseguir tenta-se agarrar á arbitragem.

O GDC não está, nem nunca esteve alinhado com Mouros.
Tem Carlos Ponck e Hamdou como também tem Ricardo, Rodrigo e teve Francisco Ramos (antes da lesão).