domingo, 2 de abril de 2017

As fichas todas em Jorge Jesus


Afinal não seria bem "ganhar ou ganhar", afinal o empate até agradava.
Por incapacidade de fazer mais e/ou por opção, NES aposta agora tudo em terceiros. Isto é, na capacidade de Jorge Jesus em travar o slb. Uma autêntica roleta russa, se pensarmos que o FCP ainda tem, ele próprio, que ir a Braga, à Madeira defrontar o Marítimo e a Chaves.

Os primeiros 10 minutos foram uma imagem fiel daquilo que se tem passado ao longo deste campeonato: ao nosso rival basta-lhe uns míseros minutos em cima do adversário, para logo facturar na baliza contrária. Bastam-lhes ganhar um ou dois ressaltos, mais umas duas ou três bolas divididas, para logo causarem o pânico na defensiva adversária. Um mistério completo, pois, mesmo a nível mundial.
Felipe, com o seu segundo erro grave em dois jogos sucessivos, também ajudou à festa.

E pronto, eis, num ápice, o slb nas suas sete quintas, apenas com a necessidade de controlar o assunto, e perante o seu público que se manifestava ruidosamente ao mais pequeno incidente.

E foi graças a Brahimi, que ontem dissipou todas as dúvidas sobre quem é o melhor futebolista a actuar em Portugal, que o FCP conseguiu equilibrar as coisas.
Porém, e como habitualmente, sem grandes efeitos práticos em termos de oportunidades de perigo.
Um livre do argelino, foi tudo aquilo que ficou, em termos reais, do nosso maior domínio, pós-golo adversário, em todo o primeiro tempo.
Foi, portanto, com grande satisfação que todos os portistas viram Maxi a marcar logo na nossa primeira oportunidade da segunda parte. Era agora ou nunca. Seria o momento-chave do campeonato pois o slb quebraria e nós iríamos com tudo para cima dele, certo?
Não, nada disso. O FCP apaga-se, por completo, após a meia-oportunidade de Soares (agora com um rendimento mais normal do que super) e é o slb quem está mais perto de arrumar as contas da Liga por duas ou três vezes. Casillas disse, então, presente.

As substituições pouco ou nada alteraram o desenrolar da partida e o FCP pareceu satisfeito com o 1-1.

"Façam o jogo das vossas vidas", pedia uma tarja à chegada da comitiva portista ao hotel, em Lisboa.
Afinal, ao que parece, não seria caso para tanto...

19 comentários:

reine margot disse...

Desculpe, mas o Felipe não cometeu erro nenhum...

IRRIDUCIBILI disse...

Eu acho que não é neste jogo que fico chateado com a equipa pois jogamos contra uma equipa com bons jogadores,que ganhou 3 campeonatos e que jogou em sua casa. Lamento sim,o empate em nossa casa contra o Setúbal que nos dava a liderança! E se analisarmos a frio notamos que após o golo do Porto deixaram de ser marcadas faltas a nosso favor ( e 2 a entrada da área ,1 sobre corona e outra brahimi q inclusivé dão contra ataques perigosos),também o fora de jogo ao jota q ficava isolado!!! Sem falar que Jonas ,Pizzi pelo menos estes dois ficaram sem levar amarelos por faltas por trás!!!

António Martins disse...

Boa dia.
Parece-me que esta crónica é pouco realista, ao exigir a vitória na casa do adversário direto como se este não tivesse as suas armas para também poder ganhar em situações táticas mais favoráveis, como seria gerado num cenário derivada da subida à desesperada do rival.

Parece claro que se o FCP tivesse perdido o campeonato estava terminado, devido ao fosso pontual mas também por razões mentais.

Com este resultado, está tudo em aberto, num cenário de seriedade e transparecia.

Sim, outra das armas que sempre acompanha o SLB é a sorte dos árbitros decidirem quase sempre a seu favor.

Ontem, mais uma vez, o CX deixou-se enganar pela fita do Jonas que atirou com o pé esquerdo sobre o Filipe e por isso caiu.

Não foi penalty, foi falta atacante, foi anti desportivismo do jogador vermelho, foi erro do árbitro, mais uma vez.

Ou seja, perante estas armas queriam que o FCP atacasse loucamente para encaixar um saco de bolas?

vmartins45 disse...

Nuno jogou com medo, pois só assim se entende não ter jogado com dois pontas de lança, como fez o SLB. Não fiquei satisfeito. nem com o resultado, nem com a exibição. Tenho que ser sincero e tal como no Dragão fomos muito superiores ao SLB, eles ontem foram muito superiores a nós. Eles correram mais, lutaram mais e quiserem ganhar o jogo, enquanto nós ficamos contentes com o empate. Não me revejo neste Porto, nem neste treinador.

Fernando Moura disse...

Que falta de respeito por todos os portistas, por parte de Pinto da Costa e Nuno E.Santo.
Depois de vários lances, no mínimo duvidosos e sempre em prejuizo do F.C.Porto, o presidente e o treinador quase que pediam desculpas ao Xistra e a Jonas.
Se isto é sermos Porto, que se vão catar.
Penalti sobre o F.C.Porto duvidoso
Provavel penalti sobre Soares
Provavel penalti sobre Octávio
Fora de jogo mal tirado a Jota, que o deixava isolado frente Ederson
Agressão de Jonas a Nuno
A reacção do caduco e do quequezinho afilhado de J, Nendes, "foi somos Porto?"

pamacedo disse...

Que tristeza ver o meu Porto sem chama, contente por estar em segundo, com a hipótese de passar para primeiro ali mesmo ao lado, e nem sequer tentou. Longe estão os tempos em que nem primeiro era suficiente e era preciso arrasar. Que nunca se desistia. Estou profundamente desiludido. Se o Porto for campeão, e acho que vai ser, será por desmerito do benfica e não por mérito do Porto.

miguel.ca disse...

Também estranhei o apagão ao fim de 15/20 minutos da segunda parte, para uma equipa que mudaria o rumo do campeonato no jogo de ontem mas, confesso que depois do empate em casa com o Setúbal preferi não criar grande expectativas à volta desta ida ao galinheiro porque parece-me que está equipa ainda tem muito que crescer, principalmente ao nível da força mental.

Unknown disse...

Tenho pena que este blog seja tão negativista.
Tristeza...

José António Monteiro disse...

Eu nao diria melhor ,nao é mais do que se tem passado toda a época,nem se aproveita o deslize do rival este treinador é muito bom de paleio mas por a equipe a jogar não sabe.

joão Mesquita disse...

Sejamos realistas: depois de entrar mal no jogo, de ficar em desvantagem no resultado após um lance bem sacado pelo Jonas, o empate é um ótimo resultado. O Benfica deu tudo o que tinha pra ganhar o jogo e o FCP tinha muito mais a perder se permitisse a vitória encarnada a manter o empate. Quanto à questão de no final tanto o PC cm NES não se referirem à arbitragem, julgo que se passam coisas nos bastidores que explicam essa posição. Até ao fim do campeonato vai se jogar muito, em especial fora de campo, sendo que temos tudo para sermos campeões, mesmo estando neste momento a depender de terceiros

Carlos disse...

face às imagens 'disponibilizadas' pela btv era dificil, logo após a partida, fazer comentários correctos sobre os lances que nos prejudicaram
ex: o penalti sobre o Danilo não mereceu sequer repetição

amanhã no Universo Porto certamente que será possível rever os lances

Carlos disse...

Felipe, não cometeu erro nenhum ! é um excelente corte.
Joga na bola, o que se pode pedir mais a um defesa naquela situação ?!?

scape disse...

vou inundar todos os blogs,com a minha opiniao,nao sao os arbitros que de repente passaram a ser uns incompetentes,que houve ou nao penalties,que fulano havia de levar amarelo e nao levou, etc, etc, etc.O grande problema é que o FCPORTO nao se modernizou,e por isso esta a ser comido todos os dias,nao consegue passar a mensagem,nao tem voz e toda a comunicaçao social ja viu isso.Veja-se hoje o assunto canelas,como a semana passada foi o assunto seleçao/claque madureira super dragoes,como logo foi o arguido no jogo duplo um super dragao alem de poder ser tudo condenavel,nao se ve as noticias serem exploradas contra outro clube como sao contra o PORTO.cumps helder oliveira m.grande

Costa disse...

Erro do Filipe?
Um LAMPIÃO das TVs de segunda à noite não diria melhor.


NES?
Já fomos, Porto...

Filipe Sousa disse...

Neste aspecto em particular, nao acho que as imagens sejam totalmente esclaredoras - e isso pouco interessa no contexto do jogo, porque a decisao do árbitro, muito provavelmente nao terá levado o toque/nao-toque em consideracao - e por isso, para mim, nao há qualquer toque do Felipe na bola. Posso estar enganado, mas a verdade é que é muito difícil afirmar que sim - tocou - ou nao - nao tocou. Certo é que a entrada é desnecessária e imprudente - certamente fruto do desnorte da equipa naqueles minutos iniciais - e por isso, aceito o penalty - nao pela suposta falta (ou pela simulacao ridícula) em si, mas pela burrice subjacente a aquela entrada. O mergulho e tudo o mais sao secundários. Um jogador do Porto tem de ser mais inteligente.

miguel.ca disse...

Estou de acordo. A mim pareceu-me penalty mesmo depois da repetição! O Felipe foi imprudente, pôs-se a jeito e o Jonas agradeceu. Qualquer jogador do Porto teria feito exactamente o mesmo na outra área.
Não culpo o Xistra minimamente! Foi comido exactamente da mesma forma do que eu e muitos que estavam comigo.

Hélder disse...

É impressionante, a forma em como a TV Carnide oculta o que não interessa. Vamos lá admitir que eles tem o esquema bem montado.

Luís Negroni disse...

Um penalti que não existe (a botinha amarela de Felipe a jogar a bola é evidente) marcado contra o FCP e logo aos 5 minutos pra não se fazer tarde, 3 penaltis por marcar contra o clube dos árbitros, 1 fora de jogo muito mal tirado ao Diogo Jota a tirar mais uma oportunidade flagrante de golo ao Porto, o FCP corrido a amarelos e nem um amarelo sequer mostrado aos caceteiros que agrediram o treinador e um defesa lateral do FCP já não falando nos amarelos que ficaram por mostrar nos penaltis que ficaram por marcar e que implicariam a expulsão de Nelson Semedo, resumindo, o FCP escandalosamente prejudicado ao nível dos piores roubos de igreja que tem sofrido ao longo dos tempos, e depois o que temos, por alguém que pretensamente é portista é um titulo e tiradas do género "Felipe faz segundo erro grave em 2 jogos consecutivos" que um qualquer lampião anti-portista raivoso e hiper tendencioso não desdenharia. Com portistas assim, quem precisa de anti-portistas?

António Martins disse...

Nos últimos anos o SLB tem tido muita sorte com os árbitros, com a Liga, com a Federação, continuando a ter o que sempre teve: o quarto poder, sempre pronto a branquear os seus benefícios e amplificar pontuais casos a favor dos adversários.
Perante este cenário, ninguém faria melhor do que tem conseguido NES.
Neste caldo de sorte extraordinária que beneficia uma só equipa, mais parecendo que lhe sai o euromilhões todas as semanas, quem poderia fazer melhor?
Nesta época o FCP acordou. Não basta o treinador desgastar-se nas conferencias de imprensa, ou o Presidente dizer uns poemas, é necessário o poder dos media para expor toda esta vantagem extraordinária de um clube.
Por isto tudo aconselho a ver o universo Porto no porto canal, onde comecei a ver pessoas bem informadas sobre todos estes esquemas.