sexta-feira, 21 de abril de 2017

Ó meu Porto

Capa de O JOGO de 20-04-2017

Durante anos, demasiados anos, o FC Porto andou calado, silencioso, amordaçado, encolhido, quase que envergonhado.
Levavamos “estaladas” dos nossos inimigos e os dirigentes do FC Porto “ofereciam a outra face” (e, por vezes, até convidavam essa gente para o camarote presidencial).
“Cuspiam-nos na cara” e nada.
Insultavam-nos, denegriam-nos e nós, feitos anjinhos, chegamos ao ponto de convidar os diretores de A BOLA e do Record para a gala anual Caras-Dragões.

Nunca me conformei com este tipo de FC Porto (inclusive quando ganhávamos campeonatos). Pelo contrário, desde que existe ‘Reflexão Portista’ (2008) e mesmo antes noutros fóruns de portistas, sempre me insurgi contra esta atitude de “pombinhas” (para não dizer pior) dos dirigentes do meu clube.

Finalmente, nos últimos dias, parece que acordamos desta longa letargia e voltamos a ser Porto.








Capas de O JOGO de 19 e 21 de Abril

Este, sim, é o meu Porto!

Quando alguém se atrever a sufocar
O grito audaz da tua ardente voz
Ó Porto, então verás vibrar
A multidão num grito só de todos nós

4 comentários:

Luís Vieira disse...

Idem. E o maior fautor deste ressurgimento tem um nome: Francisco J. Marques.

Costa disse...

Pois, vêm com essa defesa intransigente, agora...
Que o campeonato está (quase) perdido...

Onde estavam esses defensores maximos do FCP, princepescamente assalariados, até agora?
Nomeadamente qd deixaram o Lopetegui sozinho a defender-nos ?
Foi apenas em Braga que fomos ROUBADOS ?
No galinheiro foi tudo limpinho-limpinho ?

E para o ano, fazemos reset e voltamos a ser os mesmos MANSOS dos últimos 4 anos ?

Não é acorda, é RESSUSCITA PORTO !
Porque estás MORTO há muitos anos, demasiados anos...

José Correia disse...

Caro Luís Vieira, já por várias vezes elogiei o Francisco J. Marques, cuja atuação, como Diretor de Informação e Comunicação do FC Porto, vai de encontro à política de comunicação para o clube que eu sempre defendi.

Contudo, há que distinguir a política de comunicação e as denúncias feitas em programas como o 'Universo Porto - Bancada', da atuação do Presidente, administradores e dirigentes do clube.

Ora, o que se viu nesta semana, foi o Presidente, o Diretor geral (Luís Gonçalves) e a Direção/Administração do clube a agirem e a tomarem atitudes públicas concretas, em defesa do clube.

E isto, sim, é uma grande mudança em relação ao silêncio e à inércia dos últimos anos.

Luís Vieira disse...

Sem dúvida. Mas como surgem a posteriori, diria que vêm a reboque do que o Francisco J. Marques iniciou. Dá a sensação que a Comunicação instigou a SAD e não o contrário, como seria de esperar.