sábado, 8 de abril de 2017

Respeito



Um FCP menos ansioso em comparação ao último jogo caseiro contra Setúbal e, por isso, hoje mais eficaz. Mas também este Belenenses é muito menos matreiro que o nosso adversário de há 15 dias...

Ainda assim, em toda a primeira parte só conseguimos uma única verdadeira oportunidade, a mesma que originou o primeiro golo. Um aproveitamento de 100%, portanto.

No golo de Danilo houve grande mérito de André Silva que, mais uma vez, passou um pouco ao lado da partida no restante tempo em que esteve no relvado. Continuamos sem saber muito bem em que posição NES quer que ele jogue.

A segunda parte foi muito mais fluida, principalmente após a entrada de Corona.

O golo da tranquilidade nasceu mesmo dos pés do mexicano, após grande jogada no flanco direito (finalmente um "extremo" em campo), e Soares voltou, assim, aos seus melhores dias. Ele que na primeira parte rematou frouxo, num lance em que poderia ter feito muito melhor.

O brasileiro ainda teria outras duas boas acções na área.

Brahimi, que continua em grande, faria depois o terceiro golo num penalty (desnecessário) que ele próprio pediu a NES para marcar.

Sobre a arbitragem, existiu um lance de mão na bola, ainda durante o primeiro tempo. Porém, como o FCP, antes do início da partida, se tinha associado à campanha "Respeito pelos árbitros. Policiamento obrigatório, já", se calhar não devemos fazer comentários sobre o assunto.

Bem, ao menos o André André parecia pouco à vontade e nem na tarja segurou...

3 comentários:

Hélder disse...

O FC Porto respeita os árbitros, os árbitros é que não tem respeito pela instituição FC Porto. Se eventualmente tivessem sido aplicadas as leis do futebol na primeira volta do campeonato, já estaríamos nos Aliados.

Gaspar Santos disse...

Para sermos respeitados, temos que nos dar ao respeito.

Roberto Tavares disse...

Respeito por quem mesmo?

Não houve policiamento em Moreira de Cónegos?