domingo, 14 de maio de 2017

NES deu os parabéns ao treta campeão


Os jornais desportivos não perderam tempo e, poucos minutos após as declarações de Nuno Espírito Santo (NES), destacaram nos seus sites os parabéns que o treinador do FC Porto deu ao treta campeão.


Eu nunca tive ilusões acerca do modelo de jogo que o NES ia trazer para o FC Porto (vi vários jogos do Valencia CF treinado pelo NES...)

E, logo no início da época, escrevi por que razão o NES não era um treinador à Porto.

Mas o que se passou hoje é demais.

Anda o FC Porto (departamento de Comunicação, comentadores, adeptos), e bem, a denunciar o “polvo” e todos os seus “tentáculos” (árbitros, comissão de arbitragem, observadores, APAF, delegados da Liga, conselho de disciplina, “cartilheiros”, etc.);

Anda o FC Porto, e bem, a denominar este campeonato fraudulento de Liga Salazar;

E o treinador da equipa principal do FC Porto, um dos principais rostos do Clube/SAD, o líder da equipa que, dentro das quatro linhas, sofreu na pele todo o tipo prejuízos causados por esse “polvo”, chega ao penúltimo jogo e dá os parabéns à equipa adversária que ganhou esta liga viciada?

Eu não sou jurista e não sei se as declarações de hoje do NES dão direito a despedimento com justa causa.

Mas, independentemente de haver ou não motivo para despedimento com justa causa, se o meu Porto ainda fosse Porto, depois de hoje, em que o NES deu duas vezes (DUAS VEZES!) os parabéns ao SLB (uma na flash interview e outra na conferência de imprensa), é óbvio que o NES já não iria a Moreira de Cónegos, (des)orientar a equipa no último jogo do campeonato.

E mais, as razões do despedimento e do NES já não ser o treinador no último jogo do campeonato, deveriam ser comunicadas publicamente pela Administração do FC Porto, para que toda a gente perceba, a começar pelo próximo que for contratado, que o treinador do FC Porto é um empregado do Clube/SAD e, enquanto o for, tem de ter um discurso alinhado com o discurso oficial da entidade patronal que lhe paga.

Somos Porto?

Tem a palavra o Presidente do FC Porto.

24 comentários:

joão Mesquita disse...

Concordo em absoluto. E acrescento: se ele continuar em funções só demonstra que este clube está completamente à deriva, sem "cabeça".

Mefistófeles disse...

Eu, que aqui o defendi uma vez, criticando a crítica fácil hoje digo: NES fez o que NUNCA podia ter feito ! Dar os parabéns por uma liga inclinada e inquinada ??? Ao polvo ???
É gozar com o clube, os jogadores ( que bem sofreram na pele os efeitos dos tentáculos ) e com os adeptos !! RUA ! Precisamos de um líder, não de um pastor adocicado. Perfeitamente de acordo com o José Correia.

José Correia disse...

«A cuspidela de Nuno (-) - Nuno Espírito Santo deu os parabéns ao Benfica. Nuno Espírito Santo deu os parabéns ao Benfica. Nuno Espírito Santo deu os parabéns ao Benfica. Sim. O mesmo Benfica que se aguentou na liderança ao som do apito, que tem ostracizado o FC Porto em todas as ocasiões, que vários portistas tentaram combater ao longo do último ano, com um revoltante sentimento de injustiça. Não, o FC Porto não jogou futebol de campeões em 2016-17, mas que ninguém diga que o Benfica jogou muito mais. Não foi um campeão incontestável. Nunca saberemos o que aconteceria em campos menos inclinados.

Mas o que faz NES? Cospe em toda a luta dos portistas ao longo da época, ao felicitar o Benfica. Percebe-se, de certa forma, que o faça. Afinal, os comentadores afetos ao Benfica em espaço televisivo têm feito questão de elogiar, e muito, NES desde o início da época. Por uma dupla razão: não só têm todo o interesse desportivo em manter NES no FC Porto como mantêm de pé o bom nome de um cliente de Jorge Mendes. E podem ter a certeza: não faltarão, nos próximos dias, benfiquistas a enaltecerem que fez um excelente trabalho e que merece continuar. Nem é preciso cartilha para o antecipar. Preocupante é que também haja portistas a partilharem dessa opinião, mas é um direito que lhes assiste. O problema é que as consequências, depois, tocarão a todos.»

in 'O Tribunal do Dragão'
http://otribunaldodragao.blogspot.pt/2017/05/salazar-estaria-orgulhoso.html

MIguel Alexandre disse...

No máximo dos maximos dava os parabéns ao colega Rui Vitória e depois desbobinava acusações por esta podridao toda. No máximo...

agostinhop disse...

É este fait-divers ( mais um ) que realmente importa ao clube e aos adeptos? Não me parece de todo. Lembra-se o José Correia de como os benfiquistas nos davam os parabéns quando ganhavamos. Não se lembram, nem eu. Porque não o faziam. mas a questão é? Queremos ser iguais a eles ou o FCP é ou não um clube diferente. A cara de Nuno a dar os parabéns é de alguém que preferia comer insectos vivos a fazer isto.Como a grande maioria dos Portista. Porque há que saber ganhar e saber perder. Outra conversa é se NES é o homem certo para a próxima época. Aí eu já tenho as minhas dívidas. Agora despedimento com justa causa por este motivo? Pelo amor de Deus. Os adeptos e ods bloguistas do FCP devem se preocupar com
aquilo que é prioritário. Fazer uma reflexão profunda sobre o que está a falhar internamente para que o FCP esteja à quase 5 anos sem ganhar nada. De resto isto este tipo de conversar é música nos ouvidos dos lampiões.

vmartins45 disse...

NES é um mau treinador com um óptimo agente, Jorge Mendes.

Como também não tem coluna vertebral, não deita fora a hipótese de Mendes num futuro próximo, lhe arranjar um tacho nos encarnados, portanto, usa a estratégia de não mexer muito as águas e levar a mesma ao seu moinho.....

Culpa disto tudo tem a SAD do meu clube, por primeiro o ter contratado e segundo assobiar para o ar quando o barco se começou a afundar.

Agora para despedir este invertebrado vão ter que pagar mais uma indemnização, a isto chamo Gestão Danosa e devia dar direito ao despedimento imediato de toda a SAD e convocação de eleições.

HULK ONZE MILHAS disse...

Perfeitamente de acordo !
E que irá fazer o nosso ex-grande presidente??? Assobiar para o lado como o tem feito durante toda a vigência deste tetra da treta!
Provavelmente até terão vindo de dentro da Administração as ordens para o NES dar os parabéns!!

Mefistófeles disse...

Música para os ouvidos dos lampiões é dar-lhes os parabéns por vencerem esta liga Salazar.

Mário Faria disse...


“Preocupante é que também haja portistas a partilharem dessa opinião, mas é um direito que lhes assiste. O problema é que as consequências, depois, tocarão a todos.»

Afinal a opinião tem um preço: o de poder gerar prejuízos que tocam a todos. Fiquei a pensar se uma palavrinha minha não poderá causar um dilúvio. Como é possível? Como conciliar o direito à liberdade de pensar, de opinar e de escrever se podemos estar sempre sujeitos a um escrutínio duro de outros escribas, de outros grupos, de outros pensares? E com sinais intrínsecos de defesa da nação. A continuidade de NES é discutível. A parabenização do SLB por parte de NES é discutível. Mas, a sentença é pior por ser excessiva, inadequada e injusta.

Filipe Sousa disse...

Nao surpreende vindo de quem vem. Há muito ficou claro que o NES, é um banana; por pouco nao deu os parabéns ao jonas, o piscineiro. Podia dar-se bem em Inglaterra, lá é o lugar dos "treinadores-cavalheiros"; só lhe falta o talento.

José Correia disse...

«Se fosse mais complacente, diria que Nuno é a encarnação chapada da personagem principal de Dostoievski, no romance cujo título que lhe dá o apelido. No entanto, falta-lhe algo essencial, algo que o Príncipe Míschkin tem de sobra: a inteligência e o bom-senso.

Este reconhecimento público do inexistente mérito do fabricado campeão é inqualificável, tanto mais que ainda há poucos dias se queixava de prejuízos imensos. É estúpido, é incoerente, é, simplesmente, idiota. Como se não bastasse, ainda se atreveu a atirar-nos com o ano de contrato que ainda lhe sobra.

Se se tivesse demitido ontem, já tinha sido tarde. Hoje, é tardíssimo. Amanhã, já terá passado a oportunidade, o que significa que ainda lhe vou poder contar mais defeitos, a somar à arrepiante INCOMPETÊNCIA que o define. Aguardemos pela "votação final", para se apurar quem é mais incompetente: se Nuno, se a direcção que o contratou.»

in 'Do Porto com Amor'
http://doportocomamor.blogspot.pt/2017/05/gozacao-final.html

Madureira disse...

Pior treinador que me lembro do Porto!

Ultimamente esta frase é recorrente mas o que dizer deste banana?

Treinador medíocre, discurso medíocre, agradecer ao presidente que enquanto não enterrar o clube não descansa!

Esta de dar os parabéns ao benfica depois de tudo o que a comunicação do Porto tem feito é o espelho atual do clube!

Embora com esta triste figura que um dia falou do "Somos Porto" mas que ele nem sabe o que isso significa!

Uma palavra para o C95! Parabéns!! Para mamões e chupistas já temos os SD e o seu líder!

JFCPM disse...

Uau!!! Pedir despedimento por dar os parabéns? E deste blog? Vocês lêem o que escrevem ou pelo menos alguns escribas? Vocês sabiam que são uma das referências do Benfiquismo para nos atacar pois os artigos que escrevem assentam-lhes que nem uma luva? Andaram toda a época e ainda não tinha começado a criticar tudo e todos no FC Porto e agora pedem despedimentos por justa causa por treinador que sofreu na pele o que nos fizeram, que aliás, várias vezes alguém aqui dizia que eram desculpas que não se deveria refugiar, e tentou coerentemente no seu estilo, felicitar o campeão, o mesmo discurso que se escreveu aqui após o jogo da Madeira e nos comentários, onde se dizia que ninguém era campeão ao fim de 34 jornadas sem mérito? Eu diria que é preciso ter lata.

Pedro disse...

Reconheço que Nuno pegou numa equipa em cacos, e lhe melhorou muitas coisas. Fundamentalmente transformou a defesa novamente numa defesa à Porto. Reconheço que nos colocou na Champions contra uma Roma bem mais forte do que a nossa imprensa achou e acha.

Reconheço também que a equipa jogou com mais raça e fibra.
E pronto. Não reconheço mais nada de bom.

Confuso tacticamente, confuso no discurso, confuso na abordagem aos jogos. Como mágico, fazia desaparecer jogadores que estavam bem numa jornada, e que se evaporavam nas 3 seguintes. Não potenciou qualquer jogador, bem pelo contrário.

Estes parabéns, não tão graves como as palavras de JJ e a justiça do campeão, são o seu prego final. Já tinha percebido que iria sair ao ouvir o pré-match no Porto Canal...

Mais um ano, mais um treinador. Resta saber se é do Mendes se é do Costa...

Pedro ramos disse...

Num clube que não tem revelado qualquer rumo, não percebo este "rasgar" a NES como causa de todos os problemas.
Querem um messias não um novo treinador.

Luís Negroni disse...

Que saudades do Vítor Pereira, o mal amado dos adeptos portistas. É que esse, com todos os seus defeitos, era mesmo portista ferrenho e mostrava-o. Logo a seguir a um roubo de igreja, era vê-lo revoltado, indignado, furioso, a atirar-se às arbitragens e ao treinador do clube dos árbitros e da mentira desportiva. Este, nunca perde a compostura, nunca ninguém o vê irritado, furioso, e mesmo quando fala de arbitragem é muito em diferido e num tom soporífero de padre a dizer a homilia. Quem não se sente não é filho de boa gente, e quem não se sente depois dos roubos de igreja sistemáticos que o FCP tem levado em cima esta época como em nenhuma outra no período Pinto da Costa, não sente o FCP, e assim sendo deve ir treinar e pregar tretas para outra freguesia.

José Correia disse...

«E foi por esse espírito colocado em campo, e os constantes roubos, que não critiquei Nuno metade das vezes que por ventura merecia. Mas tudo tem um limite, e o meu limite é ver o treinador do meu clube, depois de uma temporada de Polvo sistemático, dar os parabéns aos rivais pela conquista do título.

Onde anda este homem, o tal que criou o Somos Porto, para depois de uma temporada vergonhosa em termos arbitrais, dar os parabéns aos rivais?
Esqueceu-se este senhor que o clube que ontem parabenizou, foi incapaz de reconhecer os méritos da equipa da qual ele fazia parte, que culminou com o domínio do futebol europeu durante duas temporadas?

É triste quando percebemos que para o criador do “Somos Porto”, isto mais não passa que um slogan, e que o que mais importa é defender a sua carreira. E é ver tudo o que é papoila jornalística a dizer bem de Nuno, depois de ontem. Pudera, podiam querer melhor detergente, que não vai ser não vamos deixar que seja, à temporada suja que tivemos em Portugal?

Anda Nuno completamente alheado da realidade do clube, da luta constante ao regime através do Porto Canal, para depois dar esta facada?

Quando o clube fala em Liga Salazar, e depois Nuno dá os parabéns às papoilas, faz lembrar aquelas pessoas que em qualquer conversa acabam com um “isto no tempo do Salazar é que era”.»

in 'Tribunal das Antas'
http://www.tribunaldasantas.com/14-maio-2017-dia-negro-desta-temporada/

José Correia disse...

«Tens muita lisura,
Nuno!
Mas é ess'o rumo
Contr'a ditadura?
Dar os parabéns
À associação do polvo?
Como se no "Kosovo"
Não ouvessem filhos das mães?

Dás-lhes o benefício
Da dúvida?
A competição foi púdica
E sem vício?

Cmo se pode congratular
Um bando de malfeitores?
E são os nossos jogadores
Que temos que apupar?

Que culpa eles têm
Deste Estado lampião?
Lutaram até à exaustão
Como ninguém!!

Não tenho que lhes apontar
O dedo!
Ó Nuno, só um pouco mais de nervo
Na hora de marcar!

Qu'é contra tudo e contra todos,
Já o sabemos!
Mas nunca fazer por menos
Nos "bons modos"!!?

Não é o desportivismo
Que está em causa!
Focamo-nos na nossa casa,
Mas há dedo de "terrorismo"!

Fomos abatidos
Numa série "d'atentados",
E em tais resultados
Fomos comidos!!

Não podemos congratular
Tal vencedor!
Isto é o maior andor
Que vi neste lugar...

Neste Portugal
Da promiscuidade!
Ond'a governabilidade
Ali se quer ficar...

Se fosse no Dragão
Era caso de polícia,
Mas na Luz é a notícia
Do Estado da União!?

Se fosse no nosso estádio
Lá ver um primeiro a festejar,
Era caso pr'a se comentar
O repúdio!!!

Nos "ógãos de comunicação"
Dos "Malatos",
Que vêem sempre novos factos
Na Eurovisão!

Esta corja de vendidos
A interesses centralistas,
E que fazem grossas vistas
Aos "vencidos"!!

Parabenizar
Esta gente???
Nuno, estás demente
Em tal pensar?

És políticamente correcto
E até eles querem a tua continuidade,
Não há nisto conflitualidade
Sobre o qu'é mais certo?

Ver um lampião
A tecer-te hossanas,
É o mesmo que ver na república das bananas
Um Estado ou Nação!

Tem alguma lógica
O Guerra querer a tua continuidade?
Nem com Sua Santidade
Se teceu tamanha Suma Teológica!

Há qualquer razão
Que não bate certo?
O Veiga não te quer por perto
Numa nova competição?

Um outro clube testa-de-ferro
Pr'a te promover,
E ainda que vás perder,
Isso estar correcto!?

Não te quer levar
Na sua carteira d'activos?
Não te arranja novos amigos
Onde vás treinar?

E que possas continuar
A manter esse porte,
Porque não te dá pr'a norte
Tal modo d'estar!

Contr'a organização mafiosa
Desta competição,
Não te basta ter razão!
É preciso voz grossa!!

É preciso vincar
Que sim, fomos roubados!
Fomos vilipendiados
Até ao dealbar!

E só depois de feito
O tetra-campeonato,
Se marcou, de facto,
O penálti, por jeito!

Depois de decidido,
Até marcaram dois!!
E marcariam mais
Se tal fosse exigido!

E ainda dás o mérito
Em face dos resultados???
Não vês nisto culpados
Do teu descrédito?

Eras Porto, dizias,
Quando eras porta-voz,
Mas agora estamos sós
Por estes dias...

Estamos sozinhos
Contr'a tal estado de excepção,
O benfica é campeão
Por sermos bonzinhos!!

Por isso cala-te (!)
Que não me representas!
E se nisto o tentas,
Ala-te!

Vai lá ser educado
Como bom perdedor,
Qu'o meu clube é vencedor
Do próprio Estado!

Que nunca o reconheceu
Como o mais titulado,
E até se sente envergonhado
Porque o mundo o mereceu!!

Por isso, Nuno,
Muda de discurso,
Qu'isto pr'a mim é um abuso
De gatuno!

E se não vês
O nosso incoformismo,
Não é c'o teu lirismo
De ser cortês,

Que vais ser campeão
Contra tais "tetras"!!?
E o penta já soletras
Por educação!???»

in 'Tribuna Portista'
https://tribunaportista.blogspot.pt/2017/05/parabens.html

Luís Negroni disse...

"Parabéns árbitros do Treta Campeão da infame Liga Salazar". Se o NEScio tivesse dado os parabéns nestes termos, estava bem, estava correcto.

Daniel Gonçalves disse...

O tetra do benfica teve origem quando a Administração do FC Porto permitiu a Julen Lopetegui continuar mais uma temporada ao serviço do nosso Clube. Foi uma época desperdiçada 2015/2016... penso que foi o Luís Gagliardini Graça que aqui no blog argumentou e defendeu, após um empate na Luz a zero para o campeonato, que o treinador basco não devia continuar como treinador do FC Porto, considerando a postura e atitude que transmitiu à equipa, dando a entender aos jogadores que o empate servia, preferindo depender de outros - do que de si próprio - e de deslizes do nosso adversário para chegar ao título. Uma vitória, na Champions, frente a um Bayern de Munique desfalcado e uma relação "pessoal" - vinculada com um telefonema - com um excelente guarda-redes espanhol (Casillas) serviram para iludir a SAD do FC Porto e assegurar a continuidade do técnico basco.
Mas a verdade é que a indefinição táctica ao longo da temporada, verificável na suposta "rotatividade" de jogadores, que mais não era do que a ignorância estratégica do treinador com um nome pomposo (que nos custaram pontos importantes),a 2ª mão do embate com os bávaros e, sobretudo, a postura receosa e covarde no jogo da Luz deveriam ter feito soar os alarmes na sala da Administração.
Sem Danilo, Alex Sandro, Jackson, Oliver, Casemiro as fragilidades tácticas do técnico basco sobressaíram na 2ª temporada. O despedimento a meio da época foi a conclusão lógica. Sempre pronto a atacar ou a apontar - e muito bem diga-se - os erros de arbitragem a nosso desfavor, e os benefícios do nosso adversário, mas pouco inteligente a corrigir lacunas ou insuficiências do seu modelo de jogo. Ele foi contratado para treinar jogadores e não para Director de Comunicação.

Daniel Gonçalves disse...

Podemos agora especular, mas com outro treinador, com experiência comprovada em lutar por títulos, na temporada de 2015/2016 quem sabe se não estaríamos agora a comemorar um título.
Admito o erro Paulo Fonseca, que prometia mais em teoria do que revelou em práctica, até admitimos a aposta inicial em Julen Lopetegui, mas permitir a continuidade dele uma segunda temporada foi um erro crasso que culminou em 2 temporadas a correr atrás do prejuízo. Nuno Espírito Santo quase que conseguia esta temporada ser campeão, mas fraquejou na fase decisiva e demonstrou – na minha opinião - que não é o treinador ideal para renascer o espírito e a atitude ganhadora do FC Porto, se ele é só - e exclusivamente - isto que vimos esta temporada não vai dar. Como diria Pedroto ao modelo de jogo dele “faltam-lhe 30 metros”, excelente a formar defesas, mas do meio-campo para a frente insuficiente.
Estas minhas considerações em nada apagam os erros da arbitragem que nos causaram danos, nem omitem os benefícios arbitrais em favor do nosso adversário, mas convêm ter saliente que a principal responsabilidade pelo fracasso desta temporada é nosso. Não entro em estatísticas - 20% para aqui, 40% para acolá, etc…- mas a principal percentagem é culpa nossa, não ter consciência é continuar a errar e não corrigir o que é necessário, para não dependermos de outros ou de terceiros.

Daniel Gonçalves disse...

O facto é que ainda não somos - ou fomos - na mentalidade e na atitude consequente, um gigante europeu nem um Clube de top, e é preciso ter consciência deste facto. Aquele 2º lugar na temporada do Julen Lopetegui (2004/2015) e a forma como foi conseguido quando o título esteve à mercê – com o plantel que tínhamos – e como foi encarado de forma leviana pelo técnico basco, preocupado mais em salvar a sua posição do que com o Clube, levaria ao despedimento de um treinador em clubes como o Real Madrid, Barça ou Chelsea só para citar alguns exemplos. Nem uma vitória frente ao Bayern de Munique de Pepe Guardiola serviria para apagar uma temporada fracassada, no nosso Clube pelos vistos serviu… agora estamos a ver os resultados. Não digo que tudo de mal que neste momento estamos a presenciar no FC Porto seja consequência dessa continuidade do Julen Lopetegui, mas que essa permanência para isso muito contribuiu.

danjonas disse...

Se este treinador ficar farei greve à "Fortaleza", como ele diz. Para quem na pré-época esperava um nome que nos puxasse outra vez para cima, receber a notícia da contratação deste treinador foi a pior coisinha (este ou, igualmente péssimo, Conceição) que eu podia esperar. Cheguei mesmo a pensar que era mentira, e que o Porto não podia ir buscar mais um ex-guarda-redes, repetindo ainda por cima o paradigma Lopetegui, mais a mais alguém a quem os adeptos do Valencia haviam pedido em tarjas que se fosse embora. Foi uma escolha inacreditável, mas mais inacreditável será dar-lhe continuidade. Se isso acontecer, os adversários agradecem e quem manda no Porto é, sem dúvida, outra gente. Aliás, os elogios são unânimes por parte dos nossos rivais, o que diz muito do que andamos a fazer (este véu estende-se aliás a muitos portistas que parecem andar a transformar-se em resignados adeptos do Arsenal e considerem os 3!!! pontos (no máximo serão 6) que nos separam da tabela classificava do ano passado um bom trabalho!)... Já para não falar das trapalhadas tácticas que ninguém entende, dos Depoitres, dos jogadores fora das posições, da petição que se teve de fazer com o Brahimi, do esvaziamento do André Silva, no modo como tirou todos os avançados no muito elogiado Porto-Benfica, e dos jogos muito muito aborrecidos sem uma ideia de jogo que se perceba, da forma ainda como não dizia uma ideia sobre futebol, a não ser substantivos abstractos que nada diziam... enfim. É preciso fazer um desenho?

Daniel Gonçalves disse...

O facto é que ainda não somos - ou fomos - na mentalidade e na atitude consequente, um gigante europeu nem um Clube de top, e é preciso ter consciência deste facto. Aquele 2º lugar na temporada do Julen Lopetegui (2014/2015) e a forma como foi conseguido quando o título esteve à mercê – com o plantel que tínhamos – e como foi encarado de forma leviana pelo técnico basco, preocupado mais em salvar a sua posição do que com o Clube, levaria ao despedimento de um treinador em clubes como o Real Madrid, Barça ou Chelsea só para citar alguns exemplos. Nem uma vitória frente ao Bayern de Munique de Pepe Guardiola serviria para apagar uma temporada fracassada, no nosso Clube pelos vistos serviu… agora estamos a ver os resultados. Não digo que tudo de mal que neste momento estamos a presenciar no FC Porto seja consequência dessa continuidade do Julen Lopetegui, mas que essa permanência para isso muito contribuiu.