segunda-feira, 12 de junho de 2017

André Silva, depois de NES outro culpado do buraco nas contas

André Silva abandona o FC Porto pouco mais de um ano e meio como jogador sénior.
É muito triste que um atleta da casa, portista desde pequeno, um dos nossos melhores produtos da formação em décadas seja empurrado para fora do clube sem sequer poder cumprir dois anos completos de Dragão ao peito. No futebol moderno os jogadores detêm cada vez mais poder e quase sempre decidem se, quando e para onde querem ir. André Silva, como Ruben Neves há duas épocas atrás, não queria sair do seu clube mas acabou vitima de uma gestão tão nefasta que agora o FC Porto nem sequer tem independência na gestão das suas contas. Com a UEFA a observar cada gasto, cada receita, acabaram-se os pretextos para elogiar a "estrutura". Um dos cinco clubes com mais ingressos por vendas de jogadores da última década é hoje um clube forçado a vender ao desbarato, um clube com uma multa em cima que se pode ampliar de ano para a ano e um clube limitado na sua gestão económica e desportiva. O André Silva não merecia ter aparecido como profissional neste FC Porto.

Há muitos críticos do avançado do FC Porto, muitos.
Poucos se lembram seguramente da sua aparição estelar no final do ano passado já, daquela final da Taça de Portugal onde parecia o único a remar contra o desânimo colectivo de um final de época penoso a tal ponto que muitos sonharam com a sua convocatória para o Euro 2016 no lugar de Eder. Ainda bem que não aconteceu. No arranque da nova temporada, com um treinador medíocre e um plantel desequilibrado, sem nenhuma alternativa real para a sua posição - Depoitre não o era - durante meio ano coube-lhe a ele, sozinho, alimentar de golos o Dragão. Nunca um jovem tinha sido tão exposto e nunca um jovem respondeu tão bem. André Silva terminou o ano como o maior estreante goleador numa temporada completa vindo da formação desde os dias do "Bibota" Fernando Gomes. Não é brincadeira falar das suas cifras num primeiro ano que o viu também bater o recorde de precocidade de golos com a camisola da selecção batendo o ratio goleador de estrelas históricas como Eusébio ou Cristiano Ronaldo. Está claro que, dentro da sua faixa etária, André Silva é já um dos melhores do mundo na sua posição e que ia ser um dos activos mais apetecíveis no mercado. Marcou na Champions League, mostrando frieza para anotar penaltis determinantes, e só o desgaste físico de meio ano a correr praticamente só e a falta de arrojo táctico de Nuno, que o preteriu sempre a Soares em vez de encontrar uma forma de os fazer coabitar, passando André demasiados jogos perdidos numa posição que nunca foi a sua, fizeram que as suas cifras fossem baixando à medida que se aproximava Maio. Foi um primeiro ano notável a pedir um segundo ano de máxima confirmação. Um ano que André Silva queria disputar de azul e branco. Quem o conhece sabe do seu portismo, da sua adoração pelo clube, por viver na cidade e por partilhar da aventura com vários amigos de formação e de balneário. Silva quer jogar o Mundial de 2018 e sabe também que sair agora é um risco e ficar um ano mais no FC Porto garantia-lhe a titularidade, os minutos e os golos necessários para manter-se na pole position como parceiro de ataque com Cristiano Ronaldo na equipa das Quinas.
Mas André Silva já não vai estar aqui na próxima época e não por vontade própria.

Fernando Gomes, um homem que trocou a cidade do Porto, o Norte e a luta contra o centralismo por mais um tacho na capital, primeiro no governo e depois numa das empresas para onde saltam os políticos desempregados, surgiu na SAD do Porto de para-quedas, provavelmente como consequência dos muitos favores devidos e por dever. Sem nenhuma preparação, talento ou know-how, passou a ser porta-voz da SAD em muitos assuntos. Quase sempre o que diz é um disparate pegado. Há uns dias acusou NES de ser o responsável das sanções da UEFA. Sim, a Estrutura, aquela que defendia que o FC Porto era um clube gerido como nenhum outro, com um plano cuidado e em que o treinador tinha todas as condições para triunfar (não foi o reeleito Presidente que disse que com Hulks, Falcaos, Jacksons qualquer um é campeão?) deixando a parcela de gestão para quem sabia, agora tem a lata de culpar um homem de um buraco financeiro histórico que obrigou a UEFA a intervir e a castigar com mão pesada o Dragão.
NES pode perfeitamente ter pedido ao clube que não vendesse ninguém no último defeso. Que ia fazer? Pedir que lhe tirassem os únicos bons jogadores que tinha? Que tipo de treinador era capaz de dizer algo assim? E desde quando no FC Porto o treinador tem o poder de negar-se a vender ou jogador ou de impor outro? Adriaanse saiu pela porta fora com um título debaixo do braço porque não podia trazer um avançado do seu gosto. Conceição seguramente queria contar com André Silva. Em ambos casos a SAD disse que essa responsabilidade não era sua. Porque não o fez com NES? Ou então, porque mente?
Talvez os números ajudem a entender.
O buraco actual do FC Porto é histórico. O passivo cresce exponencialmente mas, sobretudo, o que cresce são os gastos em comparação com as receitas. O FC Porto paga cada vez salários mais elevados - ter Maxi Pereira e Casillas custa dinheiro, muito dinheiro - compra cada vez mais caro, vende cada vez menos e com menos percentagem de lucro. Tem uma rede de emprestados que roça as quatro dezenas de atletas, a maioria dos quais com salários pagos pelo clube, tem no Porto Canal um gasto fixo sem sentido e continua a pagar comissões, prémios de final de temporada e "outros gastos" (como gostam de eufemismos os amigos da SAD) muito por cima das suas possibilidades. O buraco, que já vem de 2011, atingiu o fundo e obrigou a UEFA a intervir. Há uma multa a pagar que de 700 mil euros pode chegar quase aos dois milhões (é anualmente ajustada ao cumprimento do acordado), três jogadores menos a inscrever na Champions League quando o clube já nem sequer cumpria o critério de formação local e nunca podia chegar aos 25 o que vai prejudicar o trabalho de Conceição, e ainda a necessidade de vender muito e já para evitar ficar suspenso das provas europeias no final do próximo ciclo de três temporadas. A culpa de tudo isso deve ser sem dúvida de NES. Jamais ninguém entenderia que fosse de Antero Henriques, Fernando Gomes ou, pasme-se, de Jorge Nuno Pinto da Costa, três nomes que tinham em mãos gerir a parcela desportiva e económica neste período desastroso em que o aumento do investimento nem sequer foi acompanhado de um só título desportivo. Livre-nos o senhor e as páginas de Facebook de sequer sugerir algo que não seja a cartilha oficial. NES, maldito sejas!



Nesse cenário, o FC Porto que sempre foi um clube vendedor, não tem outro remédio se não dizer aos seus próprios jogadores que dá exactamente igual o que eles queiram, o que o treinador queira ou o que o adepto sonhe. A debandada vai ser geral.  André Silva será o primeiro - e por valor muito abaixo do seu potencial de um mercado inflacionado mas que está condicionado pelo conhecimento geral do buraco nas contas, culpa sua e de NES - mas Conceição sabe que até Agosto o destino do avançado será o mesmo de Brahimi, de Danilo Pereira, de Hector Herrera e provavelmente de Felipe e Miguel Layun estando ainda sobre a mesa o dossier Casillas e o facto do FC Porto não poder pagar a 100% um salário que até agora era, na maioria, suportado pelo Real Madrid. Até Ruben Neves e Corona estão no mercado. Conceição sabe perfeitamente que o seu próximo plantel será composto por jogadores como Marega, Hernani, Soares, André André, Boly, Ricardo Pereira, Rafa Soares, José Sá, Rui Pedro ou Marcano, todos eles futebolistas de grande nível, sem lugar a dúvidas. Se não fosse pelo Dragão e pelo o azul e branco, o técnico poderia até acreditar que tinha regressado ao comando do Vitória de Guimarães ou do Sporting de Braga. A qualidade média do plantel não será muito diferente.
Para um cenário assim contar com elementos diferenciais é fundamental mas o FC Porto de Pinto da Costa já não se pode dar a esses luxos. O cenário é tão dantesco que mesmo a aposta no melhor do que temos na formação agora não garante um ciclo sequer de dois anos. Ruben Neves pode sair e há ofertas pelo imensamente promissor Diogo Dalot que nem sequer a camisola principal vestiu. Os olheiros europeus sabem perfeitamente que é Fernando Fonseca e Rafa também tem mercado. A situação é tão "Sporting" que da mesma forma que o clube de Alvalade teve de vender por tostões a um tal de Cristiano Ronaldo, o FC Porto começa a entrar numa espiral em que por muito boa que seja a sua cantera, ela não vai transformar-se no core de balneário de outros tempos, e o dinheiro das suas vendas a clubes melhor geridos ou com milionários atrás servirá para pagar os desastres de gestão dos últimos anos e os jogadores de comissionistas que vão continuar a entrar. Porque vão continuar a chegar ao clube. Sem qualquer dúvida.

André Silva, no meio disto tudo, foi uma vitima do tempo em que decidiu explodir com a camisola do FC Porto. Há quatro anos atrás talvez a consequência de uma década de gestão acertada no deve e no haver, o clube pudesse bater o pé e guardar para a recordação dos adeptos um ou dois anos mais do jogadores com a camisola do seu clube. Hoje o cenário é impossível. No final do dia, quando os adeptos se perguntam porque é que o FC Porto não ganha, é fácil criar páginas por encomenda para falar dos árbitros e assobiar para o lado. Assobiar para o lado e esconder o buraco financeiro que foi criado desde dentro. Assobiar para o lado e esconder o desmantelamento de uma cultura de balneário que foi propiciada desde dentro. Assobiar para o lado e esconder esta necessidade de vender todos os aneis e algum dedo que foi propiciada por dentro. Nenhum árbitro tem o poder de fazer o rombo nas contas do clube. Nenhum árbitro tem o poder de escorraçar do clube a prata da casa para esconder as misérias da gestão desportiva e económica. Nenhum árbitro tem a força de dizer aos adeptos de um clube tão grande como o FC Porto que têm de voltar a contentar-se com Maregas e Hernanis enquanto André Silva vai andar lá por fora a espalhar portismo e talento. E não vai estar só. Chegará o dia em que, para além dos árbitros - cuja realidade é indesmentível - a alguém se lhe ocorra fazer auto-critica. Pode ser que nesse dia a ponte D. Luis venha abaixo. Afinal de contas, tanto uma coisa como a outra são improváveis.

36 comentários:

Pedro disse...

"Mas André Silva já não vai estar aqui na próxima época e não por vontade própria."

Tem provas disso? Apresente! Ou continuamos a viver na era do dizer o que se quer assumindo como verdade?

Sem provas também digo, que André Silva e sobretudo Jorge Mendes já andavam a forçar a transferência desde Janeiro. E mais, já não se deve recordar que André Silva quase não renovou com o Porto, antes de rumar à B, por questões salariais.

Não gosto da transferência, como de certeza nenhum portista gosta, mas não sou ingénuo ao ponto de achar que o pobre coitado do André Silva não queria sair, sobretudo quando irá ganhar aparentemente 6 vezes mais...

Quanto às criticas a André Silva, sim fez uma péssima segunda volta. Cortesia de NES. E até por isso os 40 milhões são quase um milagre.

Mas gosto particularmente da forma como desvaloriza jogadores como o Rafa Soares, Ricardo, Rui Pedro e afins. Faz-me lembrar de um post que dizia que o Alex Sandro tinha sido mais um flop vendido pelo Porto. Quando o ódio a quem governa se torna cegueira, já não se consegue ver o povo sequer.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

Nos artigos que eu assino, e por isso vêm assinados, a minha palavra é lei. Apresentar provas só em tribunais, nenhum jornalista "apresenta provas" do que escreve só porque um leitor qualquer lhe pede, como é óbvio. Tem provas em contrário? Fico feliz por si.

40 milhões um milagre quando a primeira proposta do AC Milan, antes do anúncio da sanção da UEFA, foi de 55 milhões mais objectivos, abaixo da sua cláusula pela qual renovou no verão passado e com o mercado mais inflacionado do que nunca? A sério?

Quem desvaloriza Rafa, Ricardo ou Rui Pedro? Não li isso em nenhuma frase do artigo. Li sim que há um plantel que fica, com este cenário de vendas, muito inferior para o pergaminho do FCP e que não se pode esperar que jogadores com idades do B (Rui Pedro) ou regressados de empréstimos (Rafa, Ricardo) se convertam imediatamente em baluartes.

Mefistófeles disse...

Miguel,

Até concordo com muito do seu raciocínio, com muitas das suas razões. Mas...o que é que faria de melhor, dadas as circunstâncias ???Repito: dadas as circunstâncias e independentemente de quem as criou, porque isso é tema para desenvolver noutra conversa. Como dizia um gajo que conheci na tropa:" é tudo muito lindo...mas quando elas doem...". É fácil falar. Preso por ter cão, preso por não o ter. Interessaria-me mais saber, neste momento, o que pensa do engasgo do Peido Guerra. André Silva ? Há muitos, Miguel. Assim tenham oportunidade. ( sem desprimor para o excelente atleta que é, e Portista- só espero nunca o ver de encarnado...)

Luís Negroni disse...

Sei de fonte limpa, e complementando o que disse MLP, que foram até apontadas várias pistolas carregadas ao André Silva, por várias pessoas da Sad do Porto e só por isso ele saiu para o AC Milão. Agora falando mais a sério, porque é que certos portistas, que só sentem vergonha deste Porto e doutros anteriores porque eu já os ouvia e lia envergonhados e ridicularizados do FCP há um ror de anos atrás, desde o tempo de Otávio Machado, pelo menos, não mudam de clube, para o clube dos árbitros e da mentira desportiva, por exemplo? Ninguém se chateava nada com isso e assim eles até já podiam fazer aquilo que já fazem agora, que é passar a vida a elogiar o clube do regime dos árbitros e da mentira desportiva, mas de forma menos envergonhada. Eu não sinto vergonha nenhuma deste Porto, que apesar de estar "muito mal", só fica em 3° nos seus piores anos, não fica em 6° nem em 7° como clubes inimigos que eu conheço, e continua a passar fases de grupos da CL e continua a ter um ranking elevado na UEFA ao contrário de outros que andam cheios de bazófia mas lá fora são os coitadinhos 57°s do ranking.

Já agora, uma pergunta para o MLP e para outros portistas sempre pródigos em elogios à estrutura hipermafiosa - não é exagero, podem crer - do slb: Porque será, que tendo eles receitas correntes como mais ninguém tem neste país lisboeta centralista da treta, só ao nível dos grandes clubes europeus não param de nos lembrar os vice-presidentes deles, são os que mais e maiores empréstimos obrigacionistas contraem e ao que parece estão em processo de liquidação de uma equipa inteira, já que leio nos jornais que já venderam Ederson e Lindelof e pretendem ainda vender Nelson Semedo, Grimaldo, Samaris, Pizzi e Mitroglou. É um bocado estranho, não é? Nadam em dinheiro, têm receitas e lucros como ninguém e depois precisam de encaixar quantias astronómicas de dinheiro em empréstimos e vendas de jogadores como se estivessem numa situação financeira bem pior que a do FCP. Porque será?

Miguel Lourenço Pereira disse...

Mefistofeles,

"Repito: dadas as circunstâncias e independentemente de quem as criou, porque isso é tema para desenvolver noutra conversa"

Demitir, obviamente.

" Interessaria-me mais saber, neste momento, o que pensa do engasgo do Peido Guerra"

Estou-me literalmente a lixar para um zé ninguém da vida. Sou portista.

" André Silva ? Há muitos, Miguel"

Desde os tempos do Fernando Gomes, aparentemente, não há. Esperemos que o Rui Pedro possa fazer algo parecido mas andar com uma equipa do nível do Porto ás costas durante meio ano, não é para todos.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Luis Negroni,

"Já agora, uma pergunta para o MLP e para outros portistas sempre pródigos em elogios à estrutura hipermafiosa - não é exagero, podem crer - do slb:"

Eu quero que o SLB se lixe, sou portista. O único elogio que lhes faço é que souberam pegar no melhor que faziamos nós, copiaram bem o nosso modelo quando o sabiamos aplicar correctamente, e aliaram isso á sua realidade de todos conhecida.

" Agora falando mais a sério, porque é que certos portistas, que só sentem vergonha deste Porto e doutros anteriores porque eu já os ouvia e lia envergonhados e ridicularizados do FCP há um ror de anos atrás, desde o tempo de Otávio Machado"

Eu não tenho vergonha do FC Porto. Eu tenho vergonha de Jorge Nuno Pinto da Costa, da sua direcção e da sua incapacidade de sair quando estava ainda a tempo de deixar uma herança á altura da sua grandeza. Não confundam clube com presidente, eu sei que para muitos de vocês é o mesmo mas não é, nunca foi nem nunca será.

Mefistófeles disse...

Miguel,

Digo-o sem receio: o seu portismo é comovente e inspirador, mas não deixa de ser " tenrinho". Eu explico: o Peido Guerra é um Zé Ninguém, de acordo. Mas é um opinion maker para 5.000.997 de almas ignaras vermelhuscas. Ficam de fora o cão raivoso que lhe mandou umas bocas à saída do pavilhão, o António Simões e o orelhas. Para quem não sabe, o Simões é cunhado do Orelhas. Quer isto dizer que o bácoro Guerra vai ser imolado e comido de cebolada. Como li algures, os vermelhuscos não estão preocupados com a verdade. Estão mesmo é fulos porque o gordo os enterrou com a sua esperteza saloia. Ora, isto é muito mais importante explorar, tal como o fizeram com o apito dourado, que qualquer André Silva desta vida. O Miguel tem gatilho rápido mas infelizmente sempre contra os nossos. PdC é vermelho, foi-o alguma vez ?? É isto que não entendo, sinceramente. A auto crítica deve ser usada estratégicamente, na altura certa. Esta não é, seguramente, a altura certa. O Francisco J. Marques pode explicar melhor que eu. Cumprimentos, José Fragoso

Miguel Lourenço Pereira disse...

Mefistófeles,

Uma vez mais, qualquer coisa que tenha a ver com o Benfica e essa corja de tipos que para lá andam, como portista, interessa ZERO. Se o meu clube for bem gerido - que já foi - podem mandar dizer missa com todos os padres do mundo que não são superiores. Isso já foi comprovado nos três anos do periodo AVB-VP onde era já evidente que havia missas encomendadas como há muito não se via.

Eu não sigo cartilhas, não escrevo paginas de facebook por encomendas nem faço fretes a Presidentes, para isso já há gente que chegue. E só me preocupo com ter a minha casa limpa. Não a tenho. Não estou para calar o que tem de ser dito só porque não convém a alguns no poleiro.

Francisco Paulos disse...

Tudo o que está escrito no post é verdade e parabéns ao autor por não seguir a cartilha azul e branca, segundo a qual o incompetente presidente e a sua Pandilha de velhos caqueticos, que gastaram milhões desfazendo equipas vencedoras, não podem ser atacados! Esses de facto confundem o clube com PC. Ter à frente das finanças do clube um sportinguista incompetente que trocou o cidade do Porto por um tacho em Lisboa também não ajuda nada. Enquanto a mentalidade da maioria dos portistas for esta a de considerar este PC um deus menor não vamos a lado nenhum. As finanças estão más mas ainda não ouvi nenhum dos decrépito e incompetentes administradores dizer que iam baixar os seus pornográficos ordenados atendendo aos péssimos resultados originados pelo seu trabalho. De facto são grandes portistas cheios de amor ao clube.

Pedro Reis disse...

MLP,
Deixo-lhe apenas uma frase singela: Tenho muito orgulho como adepto do FCP que haja adeptos como o Miguel que publicamente e sem rodeios, apontem os culpados da situação em que o clube está! Parabéns!
Posso não concordar com um ou outro ponto do que escreve (o que é normal pois cada um tem a sua opinião própria), mas no essencial está lá toda a verdade. Dói pelos vistos a muita gente, que provavelmente não têm a lucidez para separar o racional do irracional (o que explica também que a atual Direção continue a dirigir o clube, como se nada fosse), mas aos portistas o que devia doer não eram as críticas ao Presidente, mas sim o estado atual do clube!
Um grande bem-haja,
Pedro

Josef K. disse...

Se o André Silva queria sair ou não, acho irrelevante. Quanto ao resto, é a nossa triste realidade.
Discordo num ponto: o buraco não atingiu o fundo. É sempre possível cavar mais. E com esta gestão, é o mais provável.

Rodrigo B. disse...

Bom Dia caro MLP.

Percebo o seu ponto de vista, mas nao acho a critica inteiramente justa.
Andre silva fez uma excelente primeira metade de epoca, e explodiu na selecao e isso e factual. Se vai conseguir dar continuidade e uma grande duvida. Pelos jornais, o Porto capitaliza 40M num jogador da casa, acho que a maior transferencia de sempre da formacao. Se para o ano tivessemos o Andre Silva da primeira metade da epoca talvez chegasse aos 60M, mas se fosse o Andre Silva que jogou desde janeiro, poderia valer 20M. Relembro alguns erros recentes desta direccao com Rolando e Otamendi, que poderiam ter gerado encaixes bem superiores aos conseguidos no final. Ja diz o velho antes um passaro na mao que dois a voar.
Quanto ao azar de Andre Silva de explodir neste FCP. Bem no porto rico e endinheiro Andre Silva estava ainda em processo de maturacao no Rio Ave ou Vitoria de Setubal. Apesar da grande diferenca ao nivel de golos nos sub-19, no Porto B nao houve grande diferenca nas performances de Andre Silva (0.3golos/jogo) e Goncalo Paciencia (0.37golos/jogo), e Goncalo nunca teve orpotunidades apenas e so porque havia dinheiro para comprar alternativas.
Eu entendo a critica a direccao, mas apos Vitor Pereira e Paulo Fonseca, quase todos diziam que o porto tinha que investir, que o nao era com Kelvin e Castro, Josue ou Abdolay que iamos ser campoes. Pois bem a Sad investiu, mal e sem criterio e agora e com outros iguais que vamos a luta.
Nao concordo que o plantel do Porto seja fraco. Acho que ha muitos jogadores que tem qualidade nos quadros do Porto que motivados e tranquilizados pela direccao podem render muito mais. Eu nao acredito que um joagdor possa render, a saltar de pais em pais, sem certeza de onde vai estar daqui por 6 meses ou um ano.
Nao me quero alongar mais, apesar de este ser um tema por que me interesso bastante que tenho gosto em debater.
Para finalizar, nao discordo da critica a gestao passada, mas nao concordo que este seja o negocio a criticar.
Os melhores cumprimentos, e continue com os seus artigos, pois mesmo quando nao concordo e sempre agradavel de ler.

pancas disse...

Miguel,
Ja discordei de muitos posts seus (e concordei com outros tantos) mas aqui acho que acerta na mouche.
Nao me interessa propriamente se AS foi forcado a sair ou nao, mas definitivamente nao sai por quantia que baste. Um avancado brilhante e jovem que marca o que marca, joga e da a jogar (importante, nao sao so os golos que importam), isto tudo APESAR dos treinadores que teve. Imagine-se no que ele se pode tornar com um treinador de jeito!!!

Agora gostava de ouvir do Miguel (e esta critica eu ja lhe fiz no passado) o que faria o Miguel ou gostaria que fosse feito daqui para a frente. Infelizmente chorar sobre leite derramado nao resolve nada alem de tentar nao repetir erros.

Ja que vendemos AS e "compramos" Conceicao, 2 erros, no meu entender, o que fazer agora?

Na minha opiniao, focar a venda de jogadores em despachar os jogadores que sao fortes no fisico e fracos na tecnica e inteligencia, porque desses esta a nossa liga cheia. Aproveitar a sobrevalorizacao dos nossos jogadores mais defensivos (porque e mais facil ter uma defesa com poucos golos sofridos se se joga sempre com 8 atras da linha da bola, tipo NES - o problema e marcar...).
Portanto vender Casillas, Maxi, Telles, Filipe, Danilo, Herrera, Andre Andre. So com estes ja se tratava do problema do Fair Play financeiro.
Fazer os possiveis por vender MUITOS das dezenas de emprestados tipo Marega/Aboubakar que tem mercado mas nao tem qualidade para o FCP.
Manter as joias da coroa (ja e tarde para AS) como Oliver, Ruben, Brahimi, Rui Pedro, Otavio - e ir buscar os putos que tanto jogam como Rafa, Dalot, Ricardo, Goncalo.

Passar menos tempo a analisar performance de arbitros (que claro que estao viciados, assim como tambem estavam quando Mourinho, AVB, VP la estavam e mesmo assim prevalecemos) e analisar melhor porque nao criamos jogo entre linhas, porque nao criamos situacoes de 1v1 com o GR contrario, porque mantemos 4-5 jogadores no nosso meio campo quando o adversario esta remetido a sua grande area...

Enfim, sonhos...

pancas disse...

Ja agora dizer que tambem concordo com o Miguel na sua atitude sobre o guerra, o slb e quaisquer outros adversarios - estou-me a cagar para eles todos, nao me pronuncio para bem ou para mal porque simplesmente nao lhes dou importancia.

Se tivermos bons jogadores e um bom treinador nao ha arbitros que lhe valham... Quem nao se lembra da Supertaca que AVB/VP ganharam ao slb em que varios dos nossos quase que iam parar ao hospital sem que o arbitro fizesse um peido? O facto e que a nossa superioridade nos jogadores e forma de jogar nao deixou que fizesse marca (alem dumas nodoas negras!!!)

Paulo Marques disse...

Podia ser uma coisa com nexo, mas começa logo a descambar quando acha que há concorrência ao André na selecção.
E, no fim, uma pessoa fica sem perceber o argumento principal, quem gere tão mal o clube deve rejeitar uma proposta nunca vista de 60 milhões por que razão? Para continuar a gerir mal as contas, presume-se.

Já achar que o sistema não conta para nada é de puro masoquismo, ser deixado ter um terço ou menos de oportunidades de golo pelo apito em practicamente todos os jogos e ficarem os jogadores atacances com fortes dores nas pernas desde o inicio do jogo não tem influência nenhuma, certamente.

HULK ONZE MILHAS disse...

Em desacordo com o Miguel em muitas coisas mas que "nunca a voz lhe doa" ao denunciar todos os casos de incompetência da outrora famosa "estrutura" que sozinha ganhava campeonatos.

Ricardo disse...

Boa tarde,

Concordo que quando nos dizem que tiverem uma proposta de 30 milhões euros pelo Herrera, tudo nos custe a aceitar.

40 milhões não me parece um mau negócio para o Porto, nem o André Silva parece muito contrariado. Importante era os 40 milhões entrarem todos no clube.

vidente mor disse...

excelente negocio, asilva ainda nao provou nada a serio ca dentro e la fora, nem sequer era titular indiscutivel do clube, depois deixa lo em banho maria mais um ano ou meio ano so porque veio do salgueiros e do padroende de pequenino nao me parece razoavel. Boa venda os clubes devem vender agora ficar com brahimis, herreras, coronas, maxis, depoitres, e coisas do genero ai e que a porca torce o rabo MAS QUEM QUER JOGADORES COMO OS MENCIONADOS HOJE EM DIA POR VALORES ACIMA DE UMA VERBA RAZOAVEL?? ninguyem, jm mendes pode os colocar em wolverh, watford, valencia e assim por 15M ?? como o benfica publicita?? tretas propagandisticas.

vidente mor disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Miguel Lourenço Pereira disse...

Paulo Marques,

"E, no fim, uma pessoa fica sem perceber o argumento principal, quem gere tão mal o clube deve rejeitar uma proposta nunca vista de 60 milhões por que razão? Para continuar a gerir mal as contas, presume-se."

Depende, se o Paulo confia ou não confia em Jorge Nuno Pinto da Costa. Jorge Nuno Pinto da Costa que disse, aos sócios - não á imprensa, aos sócios - numa Assembleia Geral, que essa oferta houve e foi recusada.

Acreditar ou não acreditar em Jorge Nuno Pinto da Costa já é questão pessoal de cada um.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pancas,

"Agora gostava de ouvir do Miguel (e esta critica eu ja lhe fiz no passado) o que faria o Miguel ou gostaria que fosse feito daqui para a frente. Infelizmente chorar sobre leite derramado nao resolve nada alem de tentar nao repetir erros."

Eu não sou pago pelo FCP para lhes dizer como devem trabalhar entre outras coisas porque eles acabariam sempre por fazer o oposto. E mais ainda quando se pede que façamos suposições com base em decisões desastrosas de que não somos responsáveis como se tivessemos uma poção mágica - eu ou qualquer outro.

Quem escolheu Sérgio Conceição (e os anteriores), quem aceitou vender André Silva abaixo da clausula tem de ser quem apresente soluções. Há muitos caminhos diferentes, todos terão aspectos negativos e positivos seguramente. Há uma formação muito boa que é preciso aproveitar mas que deve ser equilibrada com jogadores com perfil médio alto e isso é que faz falta actualmente no plantel do meio-campo para a frente. Tendo em conta o jogo reactivo que perspectivo com o Conceição, a aposta será no choque, na velocidade e no jogo a poucos toques, pelo que o clube precisa de dois interiores box-to-box de qualidade e extremos de nível, carecemos de ambos tanto na formação - onde podemos aproveitar os laterais, médios ofensivos e o olfato goleador do Rui Pedro - como no plantel actual. Mas não havendo dinheiro, é dificil.

Pedro ramos disse...

Se a culpa não é do NES será seguramente do Lopetegui ou do Peseiro ou do Luis Castro ou até do Sérgio Conceição. É só procurar bem, que estará aí a resposta a todos os problemas do FCP.
Quanto à direcção, era necessário o clube ter uma, para a poder responsabilizar.

miguel.ca disse...

Lembram-se do Lokomotiv de Moscovo, do Sparta de Praga, do Steua de Bucareste, do Schalke 04, do Psv Eindhoven, do Ajax, do Sevilha, do Bordéus, do Parma e da Lazio, do Anderlecht, do Hejduk Split ou do Leeds, do Feyenoord, do Brondby, do Aberdeen, do AEK de Atenas e do Malmo, Estrela Vermelha de Belgrado, Lodz, Club Brugges e Olympiakos e sei lá quantos outros?
Pois... chegou a nossa vez.
Talvez o FCPorto seja o próximo gigante a desaparecer vítima da sua própria incompetência, ganância e despesismo inconsciente.
Saída do buraco? Perguntem aos clubes acima referidos?
E o fifica também não dura muito mais. Este é o destino cada vez mais entregue aos 7 ou 8 tubarões Europeus e o resto é paisagem pós apocalitica de ex-colossos com planteis actuais de fazer rir um Moreirense.

Pedro Moreira disse...

Vou ser corente com o que digo ha 4-5 anos. Pinto da Costa acabou, nao soube sair por cima na altura certa e estamos a pagar por isso e durante muito tempo. A situação atual é o reflexo do desinvestimento, da absoluta incapacidade de contratar bons jogadores ( com a cumpluce cegueira do portismo que ainda hoje acha que o Oliver é bom a vai ser vendido por 60 milhões). Agora chegados a este ponto de quase bancarrota a venda de André Silva era fundamental, elementar e na minha opinião constituí um excelente negócio. Isto acreditando que com o dinheiro amealhado chegarão bons jogadores. Esta plantel NUNCA ganhara nada. A entrada de dois bons jogadores para o meio campo ( ja nao aguento mais Herrera e Oliver) e de outro ponta de lança vao melhorar o plantel, desde que nao sejam escolhidos pelo olheiro que trouxe os Ghilas, os Delpoitre e conpanhia. O objetivo de um clube não é formar jogadores bons mas sim GANHAR e se para isso for necessario vender os miudos otimo. E não, o substituto não é o Rui Pedro, tem de ser alguem experiente e consistente. Querem transformar o Porto no Sporting de ha 10 anos e cuidado, por muita cegueira e paixao que exista, nao temos de momento nenhum Joao Moutinho.

Rafael Lemos disse...

Eu não digo que não concorde com o que foi escrito no artigo mas também senti uma desvalorização de jogadores quando foi dito que se não fosse pelo azul e branco Conceição se iria voltar a sentir no vitória ou no Braga senti aí uma grande desvalorização de jogadores como rafa, ricardo, Marcano, Rui Pedro e até boly que pelo pouco que jogou gostei...
E Corona não será vendido e tenho sérias dúvidas que Danilo seja, acho que vai ficar e com a braçadeira

NORTE disse...

MIGUEL LOURENÇO PEREIRA

Você persiste em fazer afirmações sobre coisas que lhe contaram que se passaram nas Assembleias Gerais. Eu sei que a ponte aérea Madrid-Porto é difícil elo que não lhe sugiro que marque presença na próxima. Mas pelo menos não MINTA naquilo que escreve apesar de nos seus artigos a sua palavra ser lei (Avé Salazar!).

Há muito que se percebeu que você não opina....ajuíza!
Há muito se percebeu que você sabe...é o dono da verdade!

Mas se quiser fazer o exercício lógico de introspecção, se vir que isso não colide com o seu ego, faça lá o seguinte exercício: se Pinto da Costa e Fernando Gomes disseram aos sócios que se tivessem vendido Herrera por 30 milhões, mais Danilo e André Silva teriam alcançado 90 milhoes e como tal não havia prejuízo no último exercício, pode explicar qual o valor pelo qual seria vendido Danilo se no conjunto de Herrera e André Silva já estavam os 90 milhões?

Eu sei que há distância escrevemos o que nos contam, mas dado que a sua palavra é lei, convinha que pelo menos soubesse o que escreve.

Quando Pinto da Costa e Fernando Gomes disseram que recusaram a clausula de André Silva, a mesma era de 25 milhões.

Caso o seu ego permita, retrate-se!
Tem o direito de gostar de A e não gostar de B.
Tem o direito de preferir C em detrimento de D.
Mas isto não é opinar, é intoxicar!

Mefistófeles disse...

Compreendi. É a sua forma de estar, que é tão válida como a minha: vejo que o inimigo está fora, não dentro. Se calhar porque sou de Lisboa.

LAFOI_93520 disse...

Caro MLP, não obstante discordar de algumas das opiniões que transmite neste excelente blogue, quero deixar dois comentários: (i) espero que continue a eximir-se de comentar o que quer que seja sobre os nossos adversários.Para nós conta pouco; e (ii) continue a exprimir a suas ideias, independentemente das sensibilidades. É da troca de opiniões, da discussão do momento que vivemos e do conflito com o inactivismo que o nosso GRANDE FCPORTO poderá vencer as dificuldades. Os outros...
Bem haja e obrigado pelo seu excelente trabalho na direcção deste excelente espaço PORTISTA. Também uma palavra de distinção aos vários seguidores deste espaço pela atitude ordeira e civilizada com que valorizam este espaço e, bem assim, as gentes do FCPORTO.
Luís Oliveira

Miguel Lourenço Pereira disse...

NORTE,

Pinto da Costa, na Assembleia Geral, indicou que o clube recebeu ofertas de 25 milhões por André Silva, 24 milhões por Herrera (80% do passe) e 32 milhões por Danilo (80% do passe) num total de 96 milhões recusados e acrescentou, e reforçou mais tarde, que além de ter rejeitado essa oferta pelo André Silva, este depois de renovar e ter subido a sua cláusula por 60 milhões também recebeu uma oferta por esses valores que recusou, como também declarou ao Porto Canal.

"O André Silva, que na altura valia 25 milhões de euros, neste momento vale 60, porque é a sua cláusula de rescisão, para a qual, se quiséssemos, já o teríamos vendido"

"André Silva foi, afinal, alvo de duas ofertas milionárias durante o último defeso: uma antes da renovação e outra depois. A revelação foi realizada por Pinto da Costa durante a intervenção final na assembleia geral do clube efetuada na noite de quinta-feira, no Dragão. “O André Silva, que na altura valia 25 milhões de euros, neste momento vale 60, porque é a sua cláusula de rescisão, para a qual, se quiséssemos, já o teríamos vendido”, esclareceu o presidente do FC Porto, que escalpelizou ainda os 95 milhões de euros oferecidos pelo avançado português, por Danilo e por Herrera, bem como a quantia real que entraria nos cofres da SAD. “Oitenta por cento de 40 milhões de euros [Danilo] são 32, 80 por cento de 30 milhões [Herrera] são 24 e 100 por cento de 25 milhões [André Silva] são 25. Tudo junto daria 81 milhões. Ainda que tivéssemos de pagar 10 porcentoficavam 72,9 milhões de euros”, contabilizou, garantindo que não está “arrependido” da opção tomada e esclarecendo que, “se um dia alguém batera cláusula de André Silva, a SAD não tem de ”.“Só pago quando me levam jogadores que tenho interesse em vender ”, assegurou."
http://superportistas.com/pinto-da-costa-proposta-de-60-milhoes-de-euros-por-andre-silva/

Paulo Marques disse...

Miguel,

Fiz confusão e não tenho muita paciência ou vontade de acompanhar a bola, afinal são 40 milhões. Mesmo assim, está dentro da gama de preços para a exportação da melhor carne humana (*) que se arranja por cá.
Quanto a confiar em PC... dispenso, não dou para esse peditório nem lhe pago o ordenado.



(*) Vender pessoas causa-me asco, tal como o mais relevante no desporto ser o lucro. São manias minhas.

miguel.ca disse...

Tecnicamente, não são as pessoas que são vendidas, são as suas licenças profissionais, vulgo passes.
O mais relevante no desporto não é o lucro porque a maioria das modalidades desportivas geram receitas mínimas que apenas servem para as manter.
Agora, o futebol... sim. Tal como mais algumas modalidades de alto rendimento.

Norte disse...

MIGUEL LOURENÇO PEREIRA

Isso não é verdade e o presidente não disse nada disso!

A AG não foi aberta à comunicação social, pelo que toda e qualquer referência à mesma não significa que seja verdadeira.
O problema é que há muita gente a escrever e poucos a marcarem presença no local devido para se expressarem.
Para informação dos sabichões que tudo sabem, nem sequer temos 100% do passe do André Silva.
Portanto, isso vale tudo ZERO!!!!

Mas imagine que por ventura era verdade que tinha existido uma proposta de 60 milhões. Não ouvi ninguém a criticar Pinto da Costa por essas supostas declarações...ou seja, não li ninguém a dizer que deveria ter vendido!
Portanto, um ano depois, a proposta que existe é de 40 milhões, nunca vendemos um português por estes valores, a mesma surge no timing necessário, o jogador nem titular indiscutível foi nos últimos 2 meses da época, e não deveríamos aceitar porquê????

E referir-se valores de clausulas de rescisão.....é absurdo!
Quem tem memória, sabe que o presidente mantém sempre o discurso de que só vende pela clausula por forma a mostrar-se desinteressado na venda e como tal conseguir o melhor negócio possível. Sempre fez isso mas dantes era um génio da negociação....agora está ultrapassado! Paradigmático....

Miguel Lourenço Pereira disse...

Norte,

A AG não foi aberta á CS, essas cifras foram dadas na AG e depois corroborados á CS.

Todos sabem que não temos 100% do passe de um jogador da formação porque, uma vez mais, havia que devolver favores a amigalhaços e alguém, de repente, ficou com 10% do passe de um jogador da casa como se isso fizesse sentido.

60 milhões por André Silva no passado Verão com três meses como jogador profissional? Não acredito que ninguém negasse a lógica da venda.

A proposta final foi de 38 milhões, mas houve propostas anteriores mais elevadas e recusadas. Isso chama-se ser um péssimo negociador.

André Silva foi titular indiscutivel durante 85% da temporada e andou seis meses com o clube ás contas, acabando esgotado fisicamente e encostado por um inepto táctico. Mas eu sei que isso é irrelevante quando o que toque é lamber os pés aos poderos factos do clube onde qualquer racionalismo desaparece, misturando en louvas de grandeza de alguém que sim, está ultrapassado há muito tempo porque os tempos, esses, mudam, e quem não muda com eles acaba datado. Como esse homem que já nem se lembra de quanto lhe oferecem pelos seus jogadores, aparentemente.

Paulo Marques disse...

Miguel,

isto não tem a ver com o tópico, mas eu sei que o que se vende é o direito a trabalhar das pessoas, mas como socialista, continua a meter-me asco. Tenho muitas dúvidas sobre a validade legal na UE das clausulas envolvidas, mas era preciso alguém querer acabar com o futebol para descobrir.
Há muitas modalidades "desportivas" que geram muito dinheiro fora da jangada de pedra: várias variantes de automobilismo, ténis, futebol americano, basket... o meu problema é com quem mistura as águas da parte boa com a parte comercial, principalmente quem tem o mandato de informar.

NORTE disse...

MIGUEL LOURENÇO PEREIRA

O risco que correm aqueles que escrevem é de serem avaliados e corrigidos.
Obviamente que tal jamais poderá acontecer aos donos da verdade. Aqueles cobardes que nunca deram a cara em nada a não ser através de escritos que traduzem uma mescla de desconhecimento e brejeirice.

Se um posicionamento atento e crítico é legítimo, já a ingratidão é a pior das más características que alguém com má formação humana pode ter. Mas os mal formados que confundem crítica com ingratidão, o que não é próprio de um Doutor das palavras, têm sempre a oportunidade de dizerem algo mais nos fóruns onde persistem em primar pela ausência.

A sua prática insiste em basear-se na calúnia e má educação, ao limite ridículo de falar das percentagens de passes dos jogadores sem sequer fazerem ideia nenhuma de quem são os seus detentores. Se calhar se soubessem, ao invés de promover a ídolos alguns, teriam de engolir em seco e fazer mea culpa. Mas não, desculpe a incoerência, mas seguramente que tal não fariam por a sua palavra é lei.

Lamber os pés de alguém é a característica daqueles que você nunca teve coragem em nomear, sabe-se lá porquê. Quanto a mim, no dia que você tiver a coragem de dar a cara e se assumir como um sócio (será que o é?) activo e que opina nos locais devidos, que se assume e não se esconde num teclado, que defende as suas ideias independentemente dos outros, talvez lhe dê crédito.
Até lá, não passa de um bitaiteiro!

E se tiver dúvidas de quem sou ou do meu percurso de verdadeira luta pelos poderes instalados e não pela má língua leviana, pergunte ao José Correia!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Norte,

Acho muita piada ao seu perfil e aos do mesmo estilo. São reflexo da situação real de um clube que já foi muito mais do que isto. Eu assino os meus textos com nome e apelido, o meu histórico como adepto e sócio é conhecido de muitos, não tenho justificações que dar a ninguém, muito a menos a anónimos de caixas de comentários. Entendo que a muitos lhes dê vergonha de apoiar "personagens" que transformaram este clube na última década em tudo menos algo digno do que foi à medida que se vai desmontando a informação de como esse clube é gerido e que a outros, tão parados no tempo como os protagonistas dessa infeliz metamorfose, sejam demasiado cegos para somar dois mais dois. Como sempre disse desde o meu primeiro artigo no RP, não estou aqui para convencer ninguém. Cada um que saque as suas conclusões, somos todos adultos, bitaiteiros ou não.