segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Estar alerta não chega

FC Porto x Moreirense, Tribunal de O JOGO

«Atualmente, há seis analistas de arbitragem nos três jornais desportivos: três em O Jogo (Fortunato Azevedo, Jorge Coroado e José Leirós), dois no Record (Jorge Faustino e Marco Ferreira) e um n’A Bola (Duarte Gomes). Todos têm a mesma opinião: aos 36 minutos do jogo de ontem ficou por assinalar uma grande penalidade por falta de Abarhoun sobre Corona. Um lance difícil, mas descortinável através da televisão. O lance ideal, portanto, para o videoárbitro intervir.
Com este caso, completadas que estão três jornadas do campeonato, o FC Porto foi prejudicado em três penáltis, precisamente um em cada um dos jogos (não esquecer as faltas de Moreira sobre Marcano e de Ricardo Costa sobre Marega). É uma média assustadora que nos faz lembrar os piores momentos das últimas quatro épocas.
Que o FC Porto tenha tido capacidade, em três jogos, para contornar três erros graves da arbitragem, só nos pode deixar satisfeitos. Que os árbitros continuem, mesmo com o apoio dos videoárbitros, a errar constantemente contra a nossa equipa, só nos pode deixar em alerta máximo.»
in ‘Baluarte Dragão’, 21-08-2017


Sim, jogo após jogo, os árbitros continuam a errar contra o FC Porto.

Sim, é importante denunciar estes “erros” (quando a coisa é sistemática, eu deixo de acreditar que são meros erros de arbitragem).

Sim, temos de estar em alerta máximo com as arbitragens, com as nomeações de “padres”, com as (in)decisões dos VAR, com as notas dos observadores e as avaliações posteriores.

Contudo, vendo o que está a acontecer esta época, em que as tendências e os “erros” de arbitragem (árbitros principais, árbitros auxiliares e VAR) continuam a ser na mesma linha dos últimos anos, o que devemos fazer?

V. Guimarães x Sporting, Tribunal de O JOGO

SLB x Belenenses, Tribunal de O JOGO

Eu volto a dizer o que já escrevi aqui e aqui.

Vídeo-árbitro? Como é que o vídeo-árbitro haveria de resolver alguma coisa, se os árbitros do vídeo são os mesmos árbitros que, nos últimos anos, andaram nos relvados a “estender tapetes vermelhos”?
Estou cada vez mais convencido, que isto só pode mudar com outros árbitros, porque estes estão viciados no colinho.

Esta é uma batalha tremenda que, institucionalmente, o FC Porto parece não querer assumir.

Veremos o que dirão, Clube/SAD e adeptos, quando o FC Porto perder pontos, porque a capacidade da equipa foi insuficiente para contornar “erros” graves de arbitragem.

10 comentários:

bono cop disse...

o porto esta decadente porque pinto da costa ja sem capacidades se quer continuar a perpetuar como presidente, basta ver a revoluçao que houve no sporting que com este presidente ja ganham em todas as modalidades exceto no futebol equipas A e B por razoes que todos conhecemos. Neste momento ganhamos devido a força fisica dos ponta de lanças ate quando?? oliver da voltinhas, corona e uma nodoa, layun ninguem lhe pega, teixeira serve para que? andre2 tem 2 velocidades devagar e parado, hernani so corre, maxi acabou, precisamos claramente de 3 medios a serio, intensos , rapidos, fisicamente foprtes ou dificilmente ganharemos algo este ano outra vez. Muitos destes jogadores estao mentalmente arruinados e logo que tenhamos de ganhar um jogo para passar para primeiro falharao, ontem podiamos passar para a frente bastava mais um golo mas muitos deles nao quiseram. COMO SE PODE MANTER TANTOS ANOS SEM JOGAR NADA OS MEXICANOS?? TEIMOSIA?? SAO JOGADORES QUE SE LHES MOSTRAREM OS PITONS ACABARAM JA NAO JOGAM O CASO CORONA E EVIDENTE.

Francisco Paulos disse...

Dos três candidatos somos o que tem o pior plantel e sinceramente acho que não temos equipa para ganhar o campeonato. A nossa defesa quando apertada mete água e o Filipe de vez em quando tem paragens cerebrais que nos podem sair caro. Bolas paradas somos zero e falhar tantos passes é inadmissível. Olhamos para o banco e não se encontra alternativas válidas. A maioria dos nossos jogadores não tem categoria e o trabalho da Sad é miserável. Não consegue reforçar a equipa nem sequer renovar com aqueles que estão em fim de contrato. Colocaram o clube na miséria fazendo não se sabe bem o quê aos milhões ganhos e agora com uma tremenda cara de pau dizem que não há dinheiro e que temos de nos contentar com estes. Não defendem o clube denunciando internacionalmente os corruptos e assistem impávidos e serenos a que Meirins , batistas e pavão costa estejam em lugares de destaque nas instituições desportivas. São uma cambada de velhos acomodados que deviam ser corridos e dar lugar a gente jovem e que não tenha medo de ir à luta.

José Correia disse...

Não me parece que o plantel atual seja mau, bem pelo contrário.
Ontem, sem Ricardo Pereira (o melhor lateral direito do campeonato português), sem Soares (lesionado) e sem Brahimi (jogou 45', mas longe de estar a 100%), a equipa mostrou (principalmente nos primeiros 30 minutos) a sua capacidade.

Maverick HD disse...

Mas o que é que significa estar em "alerta máximo"??

Se aquilo que veio a público (por via dos emails) evidência um estado de coisas em que um clube exerce a sua capacidade de traficar influências e manipular notas que obviamente condicionam os árbitros (os de campo e os outros), o que mais é preciso? Que outra coisa é de se esperar?? Eu juro que não entendo!

É uma profunda estupidez achar que com as mesmas condições se vão obter resultados diferentes. Já para não dizer ridículo.

O FCPORTO tem como única alternativa pura e simplesmente recusar a participar numa competição onde não estão de forma alguma reunidas condições que garantam equidade.

Santos

LAFOI_93520 disse...

Sempre achei que o VAR introduzido esta época, à pressa e sem o mínimo de ponderação sobre as insuficiências que estamos a verificar, foi uma invenção saída do gabinete ministerial de carnide para branquear o treta e justificar que, até com a 'nova' tecnologia VAR foram capazes de vencer clando, assim, as vozes acusadoras. Foi uma estratégia.
Também acho que, apesar de curto, temos plantel para poder ser campeões. O problema é o desgaste que estes jogadores irão estar sujeitos. Não devido à sobrecarga de jogos, mas devido à sobrecarga que em cada jogo disputado internamente irão estar sujeitos. 'Poijé', para alcançarmos os nossos objectivos teremos que jogar sempre a 130-140% para que, como vimos nestas 3 primeiras jornadas, não chegem a fazer mossa as patifarias engendradas por essa escumalha de 'preto' vestida.
Estranho porque é que o FCP não pressiona para que, em Oeiras na CF, esteja presente um delegado de cada equipa para assistir aos diálogos na cabine VAR (acesso às gravações sonoras já não era mau). Por outro lado é pobre que, apesar da cruzada do FJM em denunciar esta sem-vergonhice, o FCP e a sua SAD admitam os padres a actuarem como VAR. Pelo menos outros que sejam, já que a presença de VAR estrangeiros seria uma miragem.
Quanto à política de contratações, parece-me que depois do que aconteceu com o rafa de Penafiel, o FCP ficou com receio que os carnidenses se intrometam em toda e qualquer contratação de nível superiordo Depoitre. Apesar dos limites financeiros impostos pela UEFA e sem pretender fazer de 'olheiro'(até porque não consigo equacionar todas as variáveis dessa importante missão) sou de opinião que alguns jogadores que disputam a liga podiam ser bons reforços: Raphinha (VSC), Rafael Costa (Moreirense), por exemplo, ou no estrangeiro, Alibec (aquele nº7 do Steaua) seriam jogadores que podiam servir a estratégia de SC sem grande dispêndio financeiro. Muito me lembro do Derlei, (do então regressado) Ricardo Carvalho, do Paulo Ferreira, do Nuno Valente só para citar alguns dos heróis de Gelsenkirchen.
Neste momento precisamos de união, lutar contra tudo e contra todos (principalmente os tolos lampiões unineurónio) e denunciar este polvo orelhudo que tem podres e espirra metástases por todo o lado (permito-me fazer a publicidade ao «Batalha 1893» do HS que, olhos nos olhos e cara descoberta, denuncia isto mesmo).
Desculpem este desabafo/contributo, porventura contrário à maioria das opiniões dos caros frequentadores deste espaço privilegiado, de um FCPortista que espera estar nos Aliados em Maio.
Luís Oliveira

José Correia disse...

«O lance em que Eliseu comete uma perigosíssima e desnecessária falta sobre Diogo Viana vai ficar nos anais. O árbitro deu... lançamento de linha lateral para o Benfica. O VAR estava a dormir? Dois árbitros do Porto (Rui Costa e Vasco Santos) que mostram desleixo, distração ou subserviência psicológica arbitral?»
Manuel Queiroz, O JOGO, 22-08-2017

Rui Costa é irmão (e protegido) de Paulo Costa.
Vasco Santos é um dos "padres" referidos por Adão Mendes.
"subserviência psicológica arbitral"? Claro!
É preciso, repito, mudar de árbitros.

José Correia disse...

Por falar em alerta máximo...

«Braga vai ser o momento para ver em que estadio de forma se encontra a equipa do FC Porto, impressionante quando ataca, mas ainda não posta à prova a defender. E vai ser interessante, porque os últimos quatro jogos da equipa naquele estádio, relembro, foram muito interessantes: houve dois jogadores expulsos no jogo da Taça da Liga (por um árbitro que não muito depois passou a integrar os quadros do Braga) e 1-1; há dois anos foram expulsos Indi e o treinador José Peseiro, por Carlos Xistra, e o Braga ganhou 3-1; na época passada foram expulsos Brahimi, o diretor-geral do futebol, Luis Gonçalves, e o team-manager Rui Lowden no famoso jogo de Hugo Miguel e Tiago Antunes com 55 faltas!»
Manuel Queiroz, O JOGO, 22-08-2017

Perante este historial de autênticas ROUBALHEIRAS nas deslocações do FC Porto a Braga, é caso para os adeptos, jogadores, treinadores e dirigentes Portistas estarem em alerta máximo.

Lápis Azul e Branco disse...

100% alinhado, José Correia.

Um abraço Portista

miguel.ca disse...

Ainda é muito cedo para tamanho dramatismo!

Paulo Marques disse...

É cedo, mas no passado não era cedo para achincalar jogadores e treinadores competentes. Enfim.