quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Uma gala à FC Porto

Dragão Caixa, Gala dos Dragões de Ouro 2017 (fonte: FC Porto)

Ontem à noite foi dia de gala, da 30ª gala dos Dragões de Ouro.

Indo direto ao assunto: eu não gosto deste modelo de evento para entrega dos dragões de ouro. É um modelo parecido com as festas da revista CARAS e das galas dos Globos de Ouro da SIC, que eu também não aprecio.

Preferia um modelo com mais sócios, mais (ex-)atletas, mais ex-dirigentes, mais Portistas de todos os dias e com menos amigos, menos políticos, menos jet set, menos glamour e menos desfile de vestidos.

Ano após ano, olho para a primeira fila e vejo-a cheia de governantes, deputados, presidentes de camaras, vereadores e outras pessoas ligadas a diferentes poderes (principalmente ao poder político e ao poder económico).

Pois eu, com todo o respeito por estas pessoas, preferia ver a primeira fila cheia com algumas dezenas dos sócios mais antigos do Futebol Clube do Porto ainda vivos.

Isso, sim, é que era uma 1ª fila de gala. De uma verdadeira gala à FC Porto.

Os galardoados com um dragão de ouro (fonte: FC Porto)

P.S.1 Os meus sinceros parabéns a todos os 17 galardoados com um dragão de ouro nesta gala. Contudo, gostaria de fazer duas menções especiais: ao Américo Lopes, ao Senhor Américo Lopes, um guarda-redes que eu nunca vi jogar, mas que aprendi a admirar e com quem tive o prazer de privar pessoalmente; e ao Francisco J. Marques porque, para além daquilo que é conhecido, pôs os interesses do FC Porto à frente de tudo, incluindo da sua carreira profissional e da sua tranquilidade familiar.

P.S.2 Foi bonito ver o Dragão Caixa cheio. Só tenho pena, que a maioria das pessoas ontem presentes, nunca tenham tempo para, ao longo dos outros 364 dias ano, voltarem ao Dragão Caixa, para apoiar as nossas equipas de Andebol, Basquetebol ou Hóquei em Patins.

5 comentários:

Pinto Felgueiras disse...

Completamente de acordo. Aliás no Memória Portista digo (escrevi) qualquer coisa do género, por também pensar assim, embora sabendo que não adianta nada dizer certas coisas.
Abraço
Armando Pinto

Gaspar Santos disse...

Voltar a ver o grande Américo que tantas vezes vi jogar, foi o reviver aquelas tardes mágicas de domingo, quando o futebol era pura paixão. Desde que transformaram o futebol num negócio e as claques é que são os "verdadeiros" adeptos, desapareceu esse sentimento. "Modernices"!

vidente mor disse...

tretas, o glamour tem de existir sempre nas festas, nao estou a ver uma gala ser feita com pes rapados, com vestimentas com que se anda no dia a dia, sem autoridades e pessoas marcantes seja a que nivel for, de outra maneira parecia mais uma sopa dos pobres, ou uma festa para sem abrigo. TUDO TEM O SEU TEMPO E O SEU LOCAL.

LAFOI_93520 disse...

Caro José Correia,
Muito bem «post scriptado». Assino por baixo em especial o P.S.2. Infelizmente não tenho o gosto conhecer pessoalmente o Sr. Américo Lopes mas, estou certo, de que, pelo que tenho ouvido, é um meritíssimo FCPortista e profundamente merecedor do galardão. Quanto ao nosso FJM, o José Correia disse tudo.
Outrossim, também partilho da opinião que a gala do nosso FCP deveria ser dirigida aos verdadeiríssimos FCPortistas. Por príncipio, não simpatizo com fogueiras das vaidades.Sem querer fazer a mais ínfima comparação, Pedro o Grande deu a maior e mais luxuosa festa de gala a toda a realeza mundial do sec 19. Os russos morriam de fome nas ruas de S. Petersburgo. Vale a metáfora, entendam como quiserem.
1 abç e viva o FCPorto.
PS1: De tudo o que se disse na gala, gostaria de ter ouvido uma menção aos pilares defensores do nosso abençoado brazão, que são os autores dos blogs e podcasts afectos ao FCP que tanta qualidade e distinção têm evidenciado na defesa do nosso bom nome(não distingo nenhum para não correr o risco de d'algum me esquecer;
PS2: Também não sei se seria politicamente correcto fazer essa menção na gala.

António Ferreira disse...

Vamos ter dia 30 uma assembleia geral do clube, muito sinceramente penso que alguém, por mim seria alguém da claque pelo efeito mediático, deveria propor em assembleia aos sócios uma serie de medidas q endurecessem o combate q estamos a travar contra o polvo benfiquista, pelos nossos estatutos o clube FCP controla nossa SAD na medida q é o clube q nomeia a maioria dos administradores da SAD, qualquer proposta votada e aprovada na assembleia do FCP clube e uma ordem directa a sua direcção e a da SAD
Eu como medidas propunha a divulgação nos monitores do estádio em looping das imagens com os roubos de q fomos alvo na época passada por parte da arbitragem bem como ainda em todos os formatos na social media do clube webpage, faceboock etc. em simultâneo e no mesmo registo propunha a exibição pelo menos da parte da prova já em posse da PJ e q édo conhecimento geral
Propunha ainda q aproveitássemos as conferencias de imprensa da champions para fazer a divulgação do caso a começar já com o desta 4ª feira
O intuito de fazer isto esta na pretensão de levar estes casos de corrupção ao âmbito da investigação internacional, uma vez que não acredito na justiça portuguesa e estou saturado de ver q todos os q estão associados ao crime (slb árbitros, políticos, jornalistas e juristas) continuam a fazer figura de inimputáveis. ate agora a denuncia foi cirúrgica mas já se esgotou a fase do bisturi é chegada a hora de usar a marreta, ninguém se iluda q neste triste Pais esta em marcha um mega processo de branqueamento do crime, não podemos consentir q assim aconteça.