domingo, 22 de julho de 2018

Um adeus que tarda

Nota prévia: este texto foi escrito pouco depois da conquista do título; entretanto deu-se o caso de Alcochete e os nossos problemas até nem pareciam assim tão graves. O problema é que depois da poeira assentar, percebe-se que os problemas são inegáveis e não vão desaparecer com o tempo.

--------------------------------------------------

Após quatro longos anos de travessia do deserto, encontramos finalmente o messias que nos guiou de volta à "terra prometida". Aqui chegados, talvez esteja na hora de olhar para trás e pensar no quão fortuita foi essa descoberta, e acima de tudo, como poderemos evitar futuras travessias - uma pista: não adorar falsos deuses.


Para quem já não estiver relembrado, o Sérgio Conceição não foi a primeira escolha para a "dança de cadeiras" em que se transformou o banco do Porto - foram 5 treinadores em 5 anos - mas a 2ª ou 3ª escolha depois do Marco Silva, o inútil que achou não ser possível lutar pelo título com os jogadores que teria à disposição - rapaz, deves estar a sentir-te muito estúpido...! O Sérgio Conceição foi, portanto, um incrível golpe de sorte. O mesmo que avaliar a montra de electrodomésticos do Preço Certo em 10 euros... e mesmo assim acertar. Só que a sorte não dura sempre; e quando ela faltar, outros factores entram em jogo como a dedicação, o profissionalismo...

É por isso que, neste momento de grande alegria e euforia, se impunha que esta direcção, completamente esgotada e sem mais para oferecer, aproveitasse a porta que o Sérgio Conceição lhes entreabriu, e saísse de cena. Com eterna gratidão por tudo o que fez de bom... mas sem esquecer que há 5 anos deixaram sair um treinador campeão - e viu-se como eles são fáceis de encontrar; atolaram o Clube em dívidas a ponto ficar sob vigilância da UEFA, e de forma completamente passiva, deixaram que o tal "polvo" tomasse conta de tudo, comendo e calando. Só um elemento novo, alguém vindo de fora, poderia retirar o Porto do atoleiro; com quem já cá estava, nunca se poderia contar... porque foi quem já cá estava que levou o Porto a esse mesmo atoleiro.


A pergunta que se impõe é: o que é que esta direcção tem para oferecer? E a resposta é simples: nada. Nada do que esta direcção fez nos últimos 5 anos foi extraordinário, excelente ou sequer a um nível compatível com a experiência acumulada. Em desespero, contrataram o primeiro treinador que disse "sim". Contratações não houve porque não há dinheiro. É isto o melhor a que o Porto pode almejar? Eu não acredito. Nem aceito.

Haja consciência de que tudo tem um fim. O desta direcção já chegou (há algum tempo). Aproveite-se a oportunidade para sair (merecidamente) pela porta grande. E para virar a página. O próximo deserto está aí à porta. Se nada mudar, engole-nos.

--------------------------------------------------

Como é óbvio, a janela de oportunidade para o tal virar de página, esgotou-se, mas o pior é perceber que nada mudou. É neste momento mais provável perdermos o treinador, do que assistirmos a um esforço consciente para evitar erros recentes. Ainda há tempo para emendar a mão, mas fica claro que esta Direção não consciência do que fez mal, e como tal não tem qualquer interesse em mudar de rumo. O Porto não precisa de um presidente-adepto, mas seguramente também não precisa do presidente que tem actualmente.

12 comentários:

Pedro disse...

"este texto foi escrito pouco depois da conquista do título; "

Nota prévia: Pois pois... ou estava à espera da 1ª polémica da época? É que o timing... é quase perfeito.

Questionar a competência da SAD no mercado nos últimos anos é mais que justo. Mas este discurso anti-PC já vem do passado, e não vê mais nada que não isso.
Aliás este discurso até já prevê que vem ai outra tavessia no deserto. O mesmo discurso do ano passado, e que descobrimos brilhantemente que só não aconteceu por pura sorte.


E se por "sorte" o FCP for novamente campeão, lá virá este discurso outra vez. Onde se confunde a necessidade de começar a pensar no próximo presidente, com o ódio cego e bacoco ao actual.

Pois não admira que um dos mais pujantes blogs portistas seja hoje um cemitério. Passou de reflexão a propaganda, e pasme-se, alguns dos "autores" quase nem festejaram o titulo.... Como lhes deve ter custado.

Filipe Sousa disse...

Um discurso que certamente não faltará no futuro, e cujo timing será perfeito, é o do "estão a ver? isto nunca aconteceria com o Pinto da Costa!". Cá o esperamos, Pedro.

Francisco Paulos disse...

Parabéns pelo post. Só os cegos que preferem o FCPinto da Costa ao FCPorto não estão de acordo com o que foi dito.Esta Sad se se movesse pelos interesses do clube e não pelos seus, já tinha saído mas como o que agora lhe falta em competência sobra em ordenados principescos nada se passará.

Vidente Mor disse...

ah ah ah , todos sabemos que esta direçao tera de sair, pinto da costa tem mais de 80 anos. Todos sabemos que depois da vitoria na liga europs fomos salvos por minutos 92, mas todos sabemos ou se calhar nao todos que o polvo ja existe ha muitissimo tempo , que criou o apito dourado para arrumar com pinto da costa e o porto, afinal de contas apoiado no que tentou e tenta fazer ressurgir o agora ganhas tu 3 e eu ganho um, os bimbos la de cima que se lixem. Pinto da costa tem mais de 80 anos portanto o seu espaço temporal esta a terminar, o futuro dira se ganharemos tanto ou mais sem ele do que com ele, eu espero que continuemos a ganhar ate porque essa de portugal ser lisboa e o resto paisagem foi chao que deu uvas.

Ricardo disse...

22 dias depois, um novo post.

O Sérgio Conceição está lá porque esta Direcção o escolheu. Não concordo com as negociatas que Todos os clubes fazem e que Todas as Direcções o farão.

Falar agora é fácil, não vi nenhum post a dizer que o Janko não era bom jogador quando foi contratado. Agora é fácil criticar tudo.

Apoiar é que pelo que tenho visto é mais difícil.

Dr Sigmund V disse...

Este blogue já foi interessante. Agora arrasta-se, balbuciando uns artigos de vez em quando. Muitos dos seus redactores há muito que por aqui não escrevem, mas isso é lá com eles.

Isto dito, sempre prefiro ler isto do que o beato do Vila Pouca ou o histérico do Porto Universal, valha a verdade.

O artigo em si está bom, mas também não vale a pena exgaerar no pessimismo.

Quanto aos comentadores que se agarram ao polvo como desculpa dos falhanços do FCP, eu só digo que roubalheira sempre houve.

Felisberto Costa disse...

É verdade... este blog já foi uma referência dos portistas. Actualmente é como diz um portista em cima "um cemitério". Finou-se muito mais depressa que o "senil" do Pinto da Costa! Ironias da vida!

Carol disse...

Felizmente há cada vez mais adeptos cientes do quão é urgente uma mudança, ou aliás, várias!
É assustador o descalabro em que o clube está e só o título, unica e exclusivamente graças ao SC e jogadores, veio "disfarçar " o que, para os mais atentos e informados, é impossível disfarçar.
PC já foi grande, o maior de todos, que pena que não perceba que tudo tem um fim, e que todos nós temos limitações. Estas completamente agarrado ao poder e tenho receio que sai por uma porta bem pequenina. Por essa porta tem que levar o Caldeira, o Gomes e o filho, que NUNCA mas NUNCA se deveria ter reaproximo do clube.
Bem-haja a todos os portistas.

Carol disse...

Então segundo a sua perspectiva, temos que apoiar aconteca o que acontecer, só porque sim? Quer dizer, são inúmeras as situações de incompetência e de lesa ao clube (as quais certamente desconhece), mas só porque é o PC tenho que apoiar? Com essa mentalidade entendo porque o clube chegou a onde chegou.
As comissão de facto existem em todos os clubes, mas duvido que haja muitos em que se compram jogadores para posições não prioritárias, de talento muito duvidoso, "só" para que o filhinho possa receber uns milhares...

Dr Sigmund V disse...

Não, Felisberto Costa, você está a ver mal as coisas. O Reflexão Portista está tão vivo como o Pinto da Costa dirigente (a pessoa em si está bem viva, e só desejo que tenha longa vida e muita saúde), o qual agora só serve para fazer discursos nos Dragões da Afurada.

Cavaleiro disse...

Eu também acho que este blog tem um prazo curto. Aliás a julgar pela pujança que demonstrou em tempos e a que demonstra hoje é de admirar que chegue ao final do campeonato. Mas isto sou e os meus delírios a dizer. Força FCPorto. Deixa-os falar, que sempre dá menos trabalho que fazer.

Pedro disse...

@Carol, deixe-se de demagogia barata.
Nunca, nem por aqui, li que é preciso apoiar independentemente de tudo. Isso é uma ideia falsa e demagogica que se tenta passar para provar que PC está acima de tudo.

Aliás na última década PC teve criticas e avaliações, como nunca do portismo.
Sobretudo na 2ª época de Lopetegui.

Tem é um crédito, e fez por isso, que mais nenhum dirigente tem, muito menos portista. E crédito porque nos fez ganhar tudo, em vários ciclos. E por muito que doa a quem odeia mais PC do que gosta do Porto, só mais não ganhou nos últimos 5 anos porque não nos deixaram.

Se tudo o que tem vindo a público não serve para provar que nos roubaram titulos, e possivelmente ao Sporting também, não sei o que provará. Mas lá está, o ódio a PC é maior do que a realidade.

Os erros da SAD foram e são evidentes, a renovação é também uma necessidade evidente, mas não façam de PC senil, porque felizmente percebe mais de futebol a dormir do que vocês acordados. E se no fim desta época ganharmos mais alguns titulos, cá esperamos as criticas do costume, dos suspeitos do costume.