terça-feira, 23 de outubro de 2018

No pasa nada II

Não sei alguma das claques do Porto está interessada em actualizar o seu repertório, mas aqui fica a minha humilde contribuição.

Quando a cabeça não tem juízo
Quando tu gastas
Mais do que é preciso
O Porto é que paga
O Porto é que paga
Deix'o pagar, deix'o pagar
Se tu estás a gostar

Quando a cabeça não se liberta
Das comissões, transações
Toda essa força, que te aperta
O Porto é que sofre
As privações, imposições

Quando a cabeça está convencida
De que ela é a oitava maravilha
O Porto é que sofre
O Porto é que sofre
Deix'o sofrer, deix'o sofrer
Se isso te dá prazer

Quando a cabeça está nessa confusão
Estás sem saber que hás-de fazer
E gastas tudo o que te vem à mão
O Porto é que fica
Fica a cair sem resistir

Quando a cabeça rola pró abismo
Tu não controlas esse despesismo
O passivo é que paga
O passivo é que paga
Não pára de aumentar
Ao invés de baixar

Quando a cabeça não tem juízo
E tu gastas mais do que é preciso
O Porto é que paga
O Porto é que paga
Deixa pagar, deixa pagar
Se tu estás a gostar
Deixa sofrer, deixa sofrer
Se isso te dá prazer

2 comentários:

Vidente Mor disse...

chama uma troika qualquer, tipo como sousa cintra a frente. Ou com vieira.... ele ainda e socio do porto??

Pedro disse...

Desde o tempo do Vitor Pereira que eu disse que isto ia acontecer, muitos amigos meus e muita gente me disse que eu não estava discreto da cabeça que era um mal agradecido e devia venerar o Pinto da Costa, pois olhem está tudo aí acontecer e com muita pena minha, entretanto deixei de seguir o FC Porto e o futebol em geral, para mim acabou.