domingo, 7 de outubro de 2018

Um capitão "sem cabeça"


Um dos grandes protagonistas da época passada está a poucos meses de terminar o contrato que o liga ao FC Porto. Hector Herrera. Aparentemente não terá chegado a acordo para a renovação.

Até aqui tudo bem. Está no seu direito. O problema é que Sérgio Conceição continua a a confiar-lhe a braçadeira de capitão e a titularidade. Um jogador de qualidade que não sabe qual o clube em que jogará na época seguinte fica tendencialmente inseguro, não se quer lesionar até porque isso poderá condicionar a assinatura de um contrato milionário. É uma situação que não convém a ninguém, mas na qual o clube é invariavelmente o mais prejudicado.

Herrera tem sido um jogador bipolar ao serviço do FC Porto. Ora faz grandes jogos ora se perde em campo faltando presença e protagonismo. A última época foi a grande exceção aos últimos anos. E talvez por isso se esperasse mais de Herrera esta época.

Nas primeiras jornadas da presente temporada Herrera esteve irreconhecível, uma sombra do que foi no passado recente. E não faz sentido mantê-lo na equipa principal enquanto ele não se encontrar e decidir o que quer para o seu futuro. É preferível ter no seu lugar um jogador que esteja 100% focado no clube e que meta o pé em todas as jogadas. É uma situação que urge resolver. Que o espaço seja dado a quem o quiser agarrar, mas o FC Porto precisa de um meio campo mais dinâmico, mais corajoso e mais disponível. O Porto precisa de jogadores à Porto.
 

6 comentários:

Ricardo disse...

Subscrevo. Dei pela presença do Herrera aos 15 min. de jogo. A passividade do ano passado com Marcano e Reyes ainda nos vai sair caro. Aplausos no último jogo ao Marcano? Aplausos mereceu o Fernando que saiu mas assinou antes de forma ao clube ganhar dinheiro.

Filipe Sousa disse...

As operações plásticas deram cabo dele.

Francisco Paulos disse...

O problema é que não jogamos nada. Somos uma equipa que joga sempre da mesma maneira. A exibição contra os lampiões foi miserável não conseguimos criar uma jogada com princípio meio e fim. Marega e Herrera jogaram????

Vidente Mor disse...

ta bem e quem o tira da equipa e do grupo SC?? Os jogadores nao esquecem , nem sao parvos, Herrera esta farto como corona, brahimi, abou, marega e tantos outros, sabem que tem mercado e por exemplo herrera nunca foi muito bem visto, ganhou alma com o futebol de correrias de SC. Para SC ha meia duzia d jogadores que tem de se matar a correr e rebentarem porque ele nao sabe fazer a rotaçao na equipa, porque despresa quem e contratado, eu digo mais uma vez com SC se viessem progba, rakitic e modric ele nao os metia na rodinha , preferia continuar com hernani, fabiano , maxi e coisas do genero. SC NAO CONSEGUE LANÇAR NINGUEM DA FORMAÇAO, o porto ganhou na emoçao e ia perdendo depois de estar 5 pontos a frente, tivemos sorte, agora SC tem de perceber que para uma equipa de topo nao chega pontape para a frente e transiçoes, ontem o benfica defendeu no seu estadio, esperou e TODOS JA SABEM SEJA CONTRA O BENFICA, O TONDELA, O VARZIM O PORTO DESTE TREINADOR NAO CONSEGUE JOGAR SEM ESPAÇOES PORQUE LHE FALTA CATEGORIA.

JOSE LIMA disse...

Nuno Nunes é complicado gerir esta situação. Nem podemos pô-lo a jogar nem sentá-lo no banco. Os jogadores em fim de contrato querem jogar bem para se valorizarem numa transferência. Se andam a "esconder-se da bola", que é o caso deste, não só prejudicam a equipa atual mas também os eventuais interessados.
Gostei que tivesse comentado. Abraço

csantos disse...

Noutros tempos, os jogadores medianos ao fim de 2-3 jogos maus se não mostravam melhorias iam para o banco e vinham outros para os seus lugares.
Hoje em dia mantém-se a titulares, quando são jogadores que dão prejuízo desportivo e é mais do que certo que vão dar prejuízo financeiro. Saudades de quando o FCP cortava com os seus prejuízos, de uma forma ou de outra.